Arquivo da categoria: Leitura em Ação

Fim de Temporada do Leitura em Ação: A Cruz de Morrigan!

A primeira trilogia sobrenatural de Nora Roberts. Com elementos sobrenaturais e toques fascinantes de suspense e sedução, Nora Roberts, autora número 1 da lista de bestsellers do New York Times, apresenta “A Cruz de Morrigan”, primeiro volume da Trilogia do Círculo.
Hoyt Mac Cionaoith não perdoa a força do mal que o separou do irmão gêmeo. Essa força se chama Lilith, uma vampira demoníaca. Nascida há milhares de anos, ela atrai um número incontável de homens, devastando-lhes a alma com seu beijo maligno. Para enfrentá-la, a Deusa Morrigan escolhe Hoyt e o faz viajar mil anos no futuro, para Nova York no século XXI, a fim de que encontre as pessoas certas para formar o círculo dos seis. Poderá Lilith ser detida antes que finalmente consiga dominar o mundo? A Trilogia do Círculo é a primeira incursão de Nora Roberts no gênero sobrenatural. E “A Cruz de Morrigan”, um épico romance que rompe as barreiras entre a realidade e o sobrenatural, ao mesmo tempo em que forja paixões entre homens e mulheres envolvidos numa batalha pelo destino da humanidade.

Autor: – Nora Roberts

Encerramos aqui essa temporada do “Leitura em Ação”.
Na segunda, 11 da manhã, não perca a estreia do…

Fique ligado!

Anúncios

Leitura em Ação – penúltima edição: Fortaleza Digital!

Fortaleza Digital conduz o leitor ao interior de um dos mais poderosos serviços secretos no planeta, a NSA (Agência Secreta Nacional), uma agência multi-bilionária cuja existência é conhecida apenas por 3% dos Americanos. Quando o invencível e ultra-secreto descriptador da NSA, o Crivo, se depara com uma mensagem indecifrável fabricada por um «anjo caído» da própria agência, o director de operações recorre à brilhante criptógrafa Susan Fletcher e ao seu noivo, um Professor de Literatura, para o ajudarem a desvendar este mistério.
A NSA é agora refém, não de uma ameaça de bomba ou de um ataque militar, mas de um código cuja complexidade pode ser fatal para os Serviços Secretos americanos. Apanhada numa vertiginosa rede de secretismos e de mentiras, Susan tenta desesperadamente salvar a agência em que acredita. Traída em todas as frentes, tenta lutar pelo seu país, pela própria vida, e, no final, pela vida do homem que ela ama.
Através das câmaras subterrâneas do poder, dos arranha-céus de Tokyo e das vertiginosas catedrais de Espanha, uma corrida desesperada ameaça inverter o curso da História e destruir, para sempre, o equilíbrio do poder.
Explorando a delicada fronteira entre a privacidade do cidadão e a segurança nacional, Fortaleza Digital não deixa de evocar a célebre pergunta de Juvenal no V livro das Sátiras: Quem guardará os guardas?
Boa Leitura!

Leitura em Ação: A Rainha da Fofoca!

Lizzie, uma garota que acabou de se formar na faculdade e vai visitar, por um mês, o namorado em Londres. Chegando lá o namorado não é nada do que ela pensava, e ela precisa dar um jeito de arrumar a situação. Vai para a França encontrar com a amiga e lá acontecem várias outras confusões!Lizzie pretende pegar seu diploma da universidade e embarcar em uma viajem para Londres, ao lado do seu namorado Londrino que não vê a meses. Só que chegando lá nada é do jeito que ela imaginava ( nem mesmo o tal namorado, da qual ela percebe que mal lembrava).
Para piorar ela decide dar o fora da furada, mais 1º ela tá falida ( novidade que nem eu… imagina porque me identifiquei ^^) 2º a passagem não pode ser trocada e 3º nem ressarcida. A única pessoa que pode salvar Lizzie é sua melhor amiga -Shari- que está no sul da França trabalhando.. Londres- França pertinho certo ?
Na viagem de ida ela conhece Jean Luc, um homem totalmente tdb que ela pensa que nunca mais irá ver na vida.. Adivinha!! Ela está completamente errada.. Luc é simplesmente o dono da propriedade de Mirac (um castelo maravilindo do século XVII) em que sua amiga esta trabalhando.
Imaginem os problemas que esse “boca grande” conseguirá criar neste castelo, palco de belíssimos casamentos..
Vale super hiper-mega-ler, demora um pouco para engrenar ( a parte de Londres é meio chatinha) mais dali pra frente é ótimo.
Autora: Meg Cabot
Boa Leitura

Leitura em Ação: Pai rico, Pai pobre!

O autor conta que teve dois pais, um rico e outro pobre. Um era muito instruído e inteligente, o outro nunca concluiu o segundo grau. Ambos foram bem-sucedidos em suas carreiras e trabalharam arduamente durante toda a vida, auferindo rendas consideráveis. Porém, um sempre enfrentou dificuldades e o outro se tornou o homem mais rico do Havaí. Enquanto o pai pobre dizia não ligar para dinheiro pois não era importante, o pai rico dizia, dinheiro é poder. Ele observou que seu pai pobre não era pobre por causa do dinheiro que ganhava, que era bastante, mas por causa de seus pensamentos e ações. Uma das razões pelas quais os ricos ficam mais ricos, os pobres mais pobres e a classe média luta com as dívidas é que o assunto dinheiro não é ensinado nem em casa nem na escola. Muitos aprendem sobre dinheiro com os pais. O pai pobre diz que ao filho que fique na escola e estude muito. Este pode se formar com ótimas notas, mas com uma programação financeira e uma mentalidade de pessoa pobre. Isso explica porque profissionais liberais com ótimas notas têm problemas financeiros durante toda sua vida. O dinheiro é uma forma de poder. Mais poderosa ainda, porém é a instrução financeira. O dinheiro vem e vai, mas se você tiver sido educado quanto ao funcionamento do dinheiro, adquire poder sobre ele e pode começar a construir sua riqueza. Os impostos são apenas uma pequena parte do aprendizado para fazer o dinheiro trabalhar para você. As vidas são conduzidas por duas emoções: medo e ambição. Se ganharem mais dinheiro elas continuarão o ciclo e aumentarão as despesas. A causa principal da pobreza ou das dificuldades financeiras está no medo e na ignorância, não na economia, ou no governo ou nos ricos.

Autor: Robert Kiyosaki
Boa Leitura!

Leitura em Ação – última semana: Uma garota entre nós!


Jenny Humphrey, uma das mais polêmicas e populares personagens da série Gossip Girl, deixou a Constance Billard para estudar na Waverly Academy, um colégio interno freqüentado pela elite de Nova York. Mas é claro que ela chega para chamar a atenção. Depois de passar vergonha na frente de todo o colégio e desrespeitar o comitê disciplinar, Jenny se torna realmente popular. Mas a fama não é nada, ela está totalmente apaixonada. O único problema é que ele é namorado de sua colega de quarto. Pra completar, Tinsley Carmichel – que todos pensavam que tinha sido expulsa – está de volta e quer recuperar seu posto de “A Garota”.

Autor: Cecily Von Ziegesar

Boa Leitura e até amanhã!

Leitura em Ação: Deus, um delírio!

Num tempo de guerras e ataques terroristas com motivações religiosas, o movimento pró-ateísmo ganha força no mundo todo. E seu líder é o respeitado biólogo Richard Dawkins, eleito recentemente um dos três intelectuais mais importantes do mundo (junto com Umberto Eco e Noam Chomsky) pela revista inglesa Prospect. Autor de vários clássicos nas áreas de ciência e filosofia, ele sempre atestou a irracionalidade de acreditar em Deus, e os terríveis danos que a crença já causou à sociedade. Agora, neste Deus, um delírio, seu intelecto afiado se concentra exclusivamente no assunto e mostra como a religião alimenta a guerra, fomenta o fanatismo e doutrina as crianças. O objetivo principal deste texto mordaz é provocar: provocar os religiosos convictos, mas principalmente provocar os que são religiosos “por inércia”, levando-os a pensar racionalmente e trocar sua “crença” pelo “orgulho ateu” e pela ciência. Dawkins despreza a idéia de que a religião mereça respeito especial, mesmo se moderada, e compara a educação religiosa de crianças ao abuso infantil. Para ele, falar de “criança católica” ou “criança muçulmana” é como falar de “criança neoliberal” — não faz sentido. O biólogo usa seu conceito de memes (idéias que agem como os genes) e o darwinismo para propor explicações à tendência da humanidade de acreditar num ser superior. E desmonta um a um, com base na teoria das probabilidades, os argumentos que defendem a existência de Deus (ou Alá, ou qualquer tipo de ente sobrenatural), dedicando especial atenção ao “design inteligente”, tentativa criacionista de harmonizar ciência e religião. Mas, se é agressivo para expressar sua indignação com o que considera um dos males mais preocupantes da atualidade, Dawkins refuta o negativismo. Ser ateu não é incompatível com bons princípios morais e com a apreciação da beleza do mundo. A própria palavra “Deus” ganha o seu aval na ressalva do “Deus einsteiniano”, e o maravilhamento com o universo e com a vida, já manifestado em seus outros livros, encerra a argumentação numa nota de otimismo e esperança.

Autor: Richard Dawkings

Boa Leitura!

Leitura em Ação: Neve

O próprio Orhan Pamuk diz que este é seu primeiro e último livro sobre política, mas não deveria. Apesar de trazer esse assunto espanta leitores, Neve conta a história do poeta e jornalista Ka, um exilado político que vive na Alemanha, mas que volta para sua cidade natal na Turquia, chamada, vejam só: Kars (que significa Neve, em Turco).
Ka pretende escrever uma matéria sobre Kars para um popular jornal da Alemanha e também investigar o estranho aumento repentino de suicídios entre as jovens da cidade. Durante a viagem, ele lembra de uma antiga colega chamada Ïpek, uma moça divinamente bela, pela qual ele se apaixona em um piscar de olhos.
O conflito político e religioso é intenso e envolvente, ao mesmo tempo que mistura o romance entre Ïpek e Kars, impregnado com os valores quase exóticos da cultura oriental.
As duas facções principais são os islamitas radicais e os chamados secularistas (ou ateus), que inclusive estão disputando as eleições na cidade. A principal escola – a Escola Secundária – proíbe as moças de entrarem vestindo seus mantos, que são uma marca bem forte de sua religião. É a partir daí que se iniciam as especulações de Kars, que tenta entrevistar familiares das suicídas, apesar de não ter muito sucesso.

Autor: Orhan Pamuk
     
Boa Leitura!

Leitura em Ação: A Cidade do Sol

Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rasheed, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seu destino. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz – ‘Você pode ser tudo o que quiser’. Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Confrontadas pela História, o que parecia impossível acontece – Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a História continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do ‘todo humano’, somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.
Autor: Khaled Hossein

Boa Leitura, e obrigado pela audiência.

Leitura em Ação: Onze minutos!

“Era uma vez uma prostituta…” assim começa “Onze Minutos”, livro escrito por Paulo Coelho.Este livro relata a história verídica,de uma jovem rapariga, Maria, que devido a muitos altos e baixos na sua vida (desilusões, sonhos perdidos e ilusões desfeitas) decide enveredar na vida da prostituição num pais que esta desconhece. Por vezes somos egocêntricos e só pensamos nas nossas vidas, como somos azarados e infelizes, tudo corre mal. Mas ás vezes basta olhar um pouco em nossa volta e descobrir pessoas e mundos diferentes que não têm tanta sorte como nós. Ao longo do livro vivemos situações e sensações surpreendentes. Paulo Coelho consegue despertar várias emoções diferentes no leitor ao longo deste livro, ele descreve sensações e sentimentos que só uma mulher os sente e por vezes nem é capaz dos explicar. Fiquei surpreendida ao ler coisas tão intimas e pessoais duma mulher, escrito por um homem. Com onze minutos passei momentos inacreditáveis, é de uma leitura simples, sem palavras difíceis e sem uma historia complexa e mirabolante, mas que nos deixa a pensar sobre diversos assuntos, como o amor, o acto sexual, o dinheiro, a espiritualidade… Como Marta Andrade disse na sua opinião “Como mulher, senti-me muito tocada pela história, e tenho muita curiosidade em ouvir uma opinião masculina sobre o livro.”, fico á espera. 🙂 Deixo-vos um pequeno excerto que adorei ler e que me deixou a pensar: “Quando nos encontramos com alguém e nos apaixonamos, temos a impressão de que todo o Universo está de acordo; hoje eu vi isso acontecer no pôr do Sol. No entanto, se algo corre mal, não sobra nada! Nem as garças, nem a música ao longe, nem o sabor dos lábios dele. Como é que pode desaparecer tão rapidamente a beleza que ali estava há poucos minutos? A vida é muito veloz; faz-nos ir do céu ao inferno numa questão de segundos.”

Leitura em Ação: Escuridão!

A narrativa se centra em Alma, a personagem-narradora, uma jovem de 17 anos, daquelas que víamos nos filmes de sessão da tarde, bonita, confiante até demais e irritante – que a primeira leitura parece petulante. Alma está desencantada com tudo a sua volta, deste um acidente de carro, no qual morreram suas duas amigas de infância, passou a ter dores de cabeça fortíssimas e pesadelos. A trama se desenvolve quando Alma, após acordar de uns de seus sonhos inquietantes, acorda em um sobressalto, e surpresa nota que enquanto dormia escreveu seu pesadelo no caderno roxo que comprara por impulso naquele mesmo dia. Algo que se repetirá, prevendo acontecimentos horripilantes em sua cidade.

Com capítulos curtos e uma boa dose de suspense, o livro consegue prender o leitor até o final. E é aí que a autora nos prega uma peça, a história do livro não possui um fim propriamente dito, mesmo sendo uma trilogia, haveria um encerramento da narrativa e Melodia tece um término simples de um capítulo, deixando alguns fios soltos para a sequência.

Autor: Elena P. Melodia