Arquivo da categoria: Lendas Urbanas

Lendas Urbanas –> ÚLTIMA EDIÇÃO: Muitas Lendas para encerrar essa 1º TEMPORADA!

Homem-Mariposa

O filme A Última Profecia de 2002 fala da lenda dos mothmen(homens-mariposa).Segundo a história, os mothmen seriam criaturas mais evoluídas que os seres humanos e que vivem no nosso planeta secretamente.
Esses seres por serem mais inteligentes que nós, teriam a habilidade de pressentir grandes catástrofes que estão pra acontecer e sempre aparecem no lugar da futura tragédia dias antes do ocorrido. Esse filme que é muito mal feito, mas também muito perturbador é baseado em fatos reais. Visto que há relatos do aparecimento dos mothmen na eminência de grandes tragédias do nosso mundo como em Chernobyl em 1986 e também em Hiroshima em 1945. E vocês o que acham?A existência dos homens-mariposa seriam apenas uma lenda ou ela tem base científica?

Mensagem Secreta do Navegador Mozilla Firefox

Não sei se alguém tem conhecimento disso, mas nos navegadores Mozilla Firefox, Netscape e Seamonkey descobri que se você digitar na barra de endereços “about:mozilla” a tela fica vermelha e com um pequeno texto como se fosse uma passagem da Bíblia. Mas na verdade é uma passagem do “Livro de Mozilla (??)”. Quando digitei aqui no meu firefox apareceu o seguinte texto: Mamon adormeceu. E o renascimento da criatura disseminou-se pela terra e seus seguidores tornaram-se exércitos. E eles apregoaram a mensagem e sacrificaram lavouras com fogo, com a astúcia das raposas. E eles criaram um novo mundo à sua imagem e semelhança conforme prometido pelo texto sagrado e contaram da criatura para suas crianças. Mamon despertou e, veja só, nada mais era do que um discípulo. De O Livro de Mozilla, 11:9 (10ª edição) Em outras edições do mozilla também aparece essa mensagem: Por fim, a criatura sucumbiu e os infiéis regozijaram-se. Porém nem tudo fora destruído, pois das cinzas ergueu-se um imponente pássaro. O pássaro mirou os infiéis e lançou sobre eles o fogo e o trovão. A criatura renascera com forças renovadas e os discípulos de Mamon encolheram-se horrorizados. de O Livro de Mozilla, 7:15 Pelo que pesquisei, o Livro de Mozilla seria apenas um easter egg dos navegadores… Mas é uma brincadeira no mínimo estranha,não é? Estariam os navegadores escondendo alguma profecia? Teriam eles algum pacto? Será que existe realmente o Livro de Mozilla? Testem aí e vejam o que aparece.

Vi isso há bastante tempo, parece ser uma sátira ao domínio da Microsoft e a suposta “virada” do Firefox. “E o renascimento da criatura disseminou-se pela terra e seus seguidores tornaram-se exércitos. E eles apregoaram a mensagem e sacrificaram lavouras com fogo, com a astúcia das raposas.” Firefox = raposa de fogo. Bastante fogo e raposa aí, né? “Porém nem tudo fora destruído, pois das cinzas ergueu-se um imponente pássaro. O pássaro mirou os infiéis e lançou sobre eles o fogo e o trovão” . Thunderbird? (outro produto da Mozilla) E o Mamon aí eu li que talvez seja a Microsoft em si. Não sei se era a intenção deles mesmo, só li em algum lugar que não lembro onde foi. Sei lá galera, isso pode ser uma brincadeira ou pode haver alguma coisa mística aí mesmo.



Lágrima de Sangue 

Em uma cidade do interior de SP havia uma menina tão linda quanto um anjo mais que se vestia como uma vampira, seus modos eram estranhos, ela parecia sombria, mas apesar do seu jeito e do seu modo de se vestir ela era doce. Ela era acostumada a ir ao cemitério todos os dias, certa vez o vigia a pegou falando sozinha lá dentro e a perguntou com quem ela estava conversando ela então o respondeu que conversava com alguns amigos e parentes que já estavam mortos o vigia sem entender nada apenas avisou que estava fechando os portões ela foi embora no dia seguinte como de costume voltou ao cemitério para conversar com seus “parentes e amigos”, porem aquele dia ela estava angustiada mais do que o normal e nas mãos estava carregando algumas rosas cujo espinhos haviam ferido suas mãos já acostumado com suas visitas diárias o vigia não falou nada. Não demorou nada ela saiu o vigia estranhou já que ela costumava ir e ficar metade do dia lá então ele perguntou a ela “mas já?” ela respondeu a ele “hoje vou mais cedo alguém lá dentro me falou que o motivo da minha angustia é o qual vou fazer um passeio onde vou chorar lagrimas de sangue e do qual na próxima vez que eu vier aqui eu estarei com os olhos fechados” ela foi embora e o vigia sem entender nada apenas achou que ela era louca, porem no dia seguinte ela não apareceu para sua visita e tinham avisado a ele que uma garota que foi assassinada a sangue frio cujos olhos haviam sido furados estava sendo velada no necrotério da cidade e seu corpo seria enterrado ali. No momento passou pela sua cabeça que poderia ser a tal menina, para matar sua curiosidade ele foi ate o necrotério e quando viu o corpo e constatou que era a menina ficou surpreso.
Passou alguns dias o vigia viu alguém dentro do cemitério, mas como? se ele não viu ninguém entrar então ele escutou uma voz conhecida era a voz da menina assustado ele saiu dali e foi para seu posto e falou para si mesmo que eram coisas da sua cabeça. Um dia desses algumas amigas foram visitar o tumulo dessa garota e levar rosas, elas entraram colocaram as rosas em seu tumulo e notaram algo de estranho voltaram a portaria e perguntaram se mais alguém havia ido ao cemitério visitar o tumulo dela ele respondeu que não, pois depois que ela morreu era difícil ele ver alguma pessoa lá, pois era ela que ia lá todo dia. No dia seguinte bem no finzinho da tarde antes do cemitério fechar uma das amigas da garota foi novamente visitar seu tumulo mais logo que ela entrou o vigia ouviu um grito e viu essa menina sair correndo e parou a no meio do caminho e perguntou a ela o que havia acontecido ela respondeu que viu sua amiga (a garota) com os olhos perfeitamente abertos sem nenhum machucado porem escorrendo sangue como se ela estivesse chorando lagrimas de sangue. O vigia não acreditou muito mais no dia seguinte foi ao tumulo da garota ver como estava depois das visitas e encontrou as rosas que as amigas tinham levado há três dias atrás em perfeito estado, mas com todos os espinhos manchados de sangue como se alguém os tivesse acabado de pegar e no tumulo gravado “por favor, não tenha medo dessa alma que é triste e amaldiçoada”, o vigia não sabia como a escrita apareceu no tumulo, mas quando ele acabou de ler e olhou para cima ele viu a garota trajando luto como de costume chorando lagrimas de sangue, ele saiu correndo e assustado saiu do emprego e dizem que desse dia em diante quando o dia se torna noite vê-se a garota saindo do cemitério com rosas nas mãos escorrendo sangue e chorando lagrimas de sangue e o novo vigia do cemitério conta que às vezes vê uma menina de preto andando pelo cemitério e que todos os dias o dia todo ele a ouve conversar e que quando vai algum parente ou amigo visitá-la sai de lá afirmando que a viu chorando lagrimas de Sangue e a amiga que a viu primeiro perdeu o medo e agora com o mesmo costume da garota morta vai todos os dias ao cemitério visitar seu tumulo e conta que uma das coisas que a garota conta é que sua triste alma só ira descansar quando souber quem foi que furou seus olhos e depois tirou sua sombria vida.

Fonte: Loucura Mental

Obrigado pela sua companhia em todas essas Edições da Coluna “LENDAS URBANAS”. Espero que tenham gostado muito, Pois no próximo Ano tem muito mais aqui no Portal UHTV! Muito Obrigado. Lembrem-se de comentar abaixo sobre o que acharam dessa ÚLTIMA EDIÇÃO. Até a Próxima. Tchau. 

@pedrogabriel13p

@ultimahoratv

Anúncios

Hoje acontece o Fim da 1º Temporada das colunas a seguir:


Confiram algumas das Grandes Atrações:


Às 17:00, um Coluna para deixar o seus finzinho de Tarde mais Assustador..kk 


Ás 18:00 ensinando e revisando muitos assuntos.


Às 19:00 mostrando a vocês muitas curiosidades que você ainda não sabe, e quando saber ficarão surpresos!


Às 22:00 trazendo muitos links irados para vocês.




Às 23:00 da noite, trazendo muitos assuntos que os homens gostam de falar e mulheres gostam de criticar… Uma verdadeira “Guerra dos Sexos”.


Não Percam! Espero por Vocês!

@pedrogabriel13p

Lendas Urbanas –> PENÚLTIMA EDIÇÃO: A Árvore das Almas

A árvore das Almas
Essa é uma Lenda Urbana muito antiga, perdida no tempo que uma senhora me contou quando eu era pequeno, espero que gostem. Por volta de 1845 em uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, havia essa Lenda Urbana sobre a árvore das almas. Tal árvore ficava em um bosque atrás da cidade, ela era enorme e oca. Tinha uma passagem imensa onde as pessoas podiam entrar dentro. Nessa época acreditava-se que a árvore era abrigo para centenas de almas de mulheres as quais a origem é desconhecida. Acreditava-se também que elas eram as guardiãs da cidade, mantinham os maus espíritos longe e ajudavam a cidade a prosperar. Uma vez por ano, na sexta-feira santa a meia noite, elas saiam da árvore para uma procissão pela cidade. Caminhavam por todas as ruas da cidade, cada uma com sua vela na mão dando sua benção. Os moradores por sua vez, em respeito às mulheres deveriam ficar dentro de casa, com as janelas e cortinas fechadas até que a procissão terminasse. Em uma dessas procissões, uma garota da cidade resolveu olhar pela janela. Ela ficou maravilhada, centenas de mulheres vestidas de branco, com uma vela grande na mão, recitando algo que não se podia ouvir. Ela notou que as mulheres não eram seres comuns, pois seus corpos eram meio transparentes e luminosos.
Maravilhada com o que vira, ela abriu sua janela, saltou e foi seguindo as mulheres. Quando a procissão terminou as mulheres voltaram para o bosque. A garota hesitou um pouco em segui-las, mas pensou, se já foi tão longe era melhor ir até a árvore. De longe e atrás de alguns arbustos ela avistou a árvore e as mulheres foram entrando dentro e desaparecendo. A última mulher da fila parou antes de entrar, virou-se para a garota e olhou-a nos olhos e começou a andar em sua direção. A garota por alguma razão não sentiu medo e esperou o fantasma se aproximar. A mulher lhe estendeu a vela. “Um presente por sua coragem.” – disse a fantasma sorrindo. “Obrigado.” – respondeu a garota sem reação. A mulher voltou para a árvore, antes de entrar olhou a garota novamente e desapareceu. Quando a garota olhou de novo para a vela, esta tinha se transformado em um fêmur. Assustada ela correu para casa e contou a seus pais o que havia ocorrido. Os pais muito preocupados a mandaram de volta ao bosque e disseram que ela deveria enterrar o fêmur de baixo da árvore, pois eles não queriam um osso humano em casa. A menina foi vista pela última vez entrando no bosque. Suas pegadas podiam ser vistas até a árvore, mas ali ela não estava. Diz à lenda que a garota pode ser vista durante a procissão, ela vai levando sua vela, no último lugar da fila das mulheres fantasmas.

Risadas na Madrugada!
“Havia um casal que tinha acabado de se casar e se mudar pro novo lar. No quarto de casal ainda não tinha decoração, só a cama e o guarda-roupa. Então resolveram passar numa feira pra comprar alguns objetos. Aí acharam um par de quadros. O primeiro era o rosto de uma menina e o segundo, de um menino. Levaram e colocaram na parede em frente à cama. Nessa noite, de repente o marido acorda com umas risadinhas. Ele cutuca a mulher e pede pra ela parar de rir, que ele queria dormir. Mas não era ela. Ele pensou que a mulher era sonâmbula e voltou a dormir. Na noite seguinte, ouviram mais risadas, mais nítidas. A mulher também tinha acordado. Acenderam a luz e não viram nada de estranho. Na outra noite, foram acordados com risadas infantis e barulhos de passos correndo no carpete. Quando o marido acendeu a luz, olharam pra parede e tomaram um susto: os meninos não estavam nos quadros! Neles, só haviam duas paisagens melancólicas…”

Fonte: Loucura Mental

Obrigado pela sua Companhia. Até a nossa ÚLTIMA EDIÇÃO da Coluna “LENDAS URBANAS” que é no próximo Sábado aqui no Portal UHTV! às 17:00. Não Percam!!!

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv

Lendas Urbanas –> O Mistério da Família Matarazzo

A mulher da fogueira


Tudo aconteceu em 1932. Em uma rua proximá da minha, aconteceu o seguinte, meu bisavô ouviu gritos de uma suposta mulher pedindo socorro. Ele ouviu esses gritos vindos de um terreno baldio do lado de uma fazenda, quando ele correu até lá para ver o que estava acontecendo, tinha uma mulher loira e amarrada em uma árvore pegando fogo, detalhe: a mulher não era um fantasma! Ele correu até a casa do vizinho e gritou por ajuda, só que quando chegaram lá, ela já estava morta e só havia o esqueleto, um pouco da carne carbonizada e um maldito cheiro de enxofre. Ele disse que dias depois as pessoas na rua reclamaram que toda noite ouviam gritos de uma mulher e um cheiro horrivel de fumaça, mas quando chegavam ao local não havia nada. Logo depois, pessoas se mudaram da área em volta da casa, tem umas 5 casas abandonadas agora e niguem até hoje tem coragem de morar.

Meu bisavo faleceu em 1977 portanto minha avó que me contou isso.



Fonte: Sobrenatural


O Mistério da Família Matarazzo

Existe uma lenda muito famosa no Cemitério da Consolação em São Paulo….
Muitos contam que quando uma da filhas do Comendador Ermelinno Matarazzo estava sendo enterrada no Mausoléu da Família, um dos coveiros…o mais jovem desmaiou no meio de todas as pessoas…e começou a sangrar, na época, ele tinha apenas 23 anos estava no emprego há 2 meses…Até hoje, não descobriram a causa da morte…E muitas pessoas dizem que escutam gritos de lamentações perto do Mausoléu…outras dizem ter visto o coveiro sentado por ali…olhando para o belo Mausoléu do Comendador.
Ainda dizem que ele vaga por todos os cantos do Cemitério…e todas as noites fica sentado no túmulo que está em frente ao mausoléu dos Matarazzo.

Fonte: Sobrenatural

Acabouuu! Mas no próximo Sábado tem muito mais, e estamos chegando no Final da 1º TEMPORADA da Coluna “LENDAS URBANAS”.
Não Perca a PENÚLTIMA EDIÇÃO na próxima semana, Aqui no Portal UHTV!


@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Lendas Urbanas –> Conheçam mais sobre a Lenda A Noiva e o Motoqueiro

A Noiva & o Motoqueiro

Á alguns anos atrás,haveria um casamento aqui em Ituiutaba.

Quando o noivo estava esperando a noiva na porta da igreja ela chegou,e atrás do carro apareceu uma moto,ela montou na moto e fugiu.

O noivo os perseguiu e entraram numa estrada de terra na Triálcool (uma empresa aqui da minha cidade). De repente,o motoqueiro foi atingido com um golpe na cabeça, separando-a do pescoço matando juntamente com ele, a noiva que estava na garupa.

Conta-se que até os dias de hoje este motoqueiro anda á noite naquelas estradas sem a cabeça e com a noiva na garupa.


Fonte: Sobrenatural

Jogo “Converse com seu Anjo”

Estava lendo sobre a Tábua Ouija e me lembrei de um “brinquedo” da Mônica Buonfiglio muito parecido com a Ouija: “Converse com seu Anjo”. Vocês se lembram?!
Algumas pessoas talvez levem a Tábua Ouija como brincadeira, porém muitos acreditam que não se deve brincar com isso! Aqui no Sobrenatural.org podemos ver muitos relatos sobre coisas que aconteceram com pessoas “brincando” de ouija, ou brincadeira do compasso, ou do copo, enfim…
O brinquedo “Converse com seu Anjo” (da Estrela) era um tabuleiro com todas as letras do alfabeto e tinha uma asinha de anjo que a pessoa segurava (fazendo a vez do copo, compasso etc) para ser guiada até a letra. Eu nunca cheguei a brincar, mas é MUITO parecido, se não igual à tábua ouija.
No mínimo era preciso invocar o anjo e ir perguntando coisas a ele. Mas… será que era realmente um ANJO que conversava com as pessoas?… Será que por ali não se atraíam outros espíritos, como na tábua ouija??? Até mesmo espíritos que queiram enganar dizendo que são anjos de luz quando na verdade são totalmente o oposto?!
Esse brinquedo saiu de circulação. Hoje talvez possamos encontrar algum em sites de compra e venda pela Internet.
Se alguém já brincou com “Converse com seu Anjo” da Mônica Buonfiglio ou tem alguma opinião sobre isso, por favor deixe seu comentário!


Fonte: Sobrenatural

Obrigado pela sua companhia em mais uma Edição da Coluna “LENDAS URBANAS”. Se você Realmente gostou das Lendas de Hoje, deixem sua opinião fazendo um comentário abaixo dessa Edição. Espero por vocês na próxima Edição.Tchau e até lá!


@pedrogabriel13p
@ultimahoratv

Lendas Urbanas –> O Fantasma da Loja de Brinquedos!

O Fantasma da Loja de Brinquedos

Entrar numa loje de brinquedos pode ser assustador!! “Folheie os livros infantis com precaução. E nunca, em hipótese alguma, suba ao andar onde os brinquedos estão empilhados.” Essas são as recomendações da loja de brinquedos Toys ‘R’ Us, em Sunnyvale, Callifornia. Toys ‘R’ Us é assombrada pelo fantasma de um homem chamado Johnson, cujo espírito caminha pelos sombrios corredores do estabelecimento, sussurrando nomes, empurrando objetos….” Eu não acredito em fantasmas!”, diz O’Brien, que há 18 anos trabalha como empilhador de brinquedos da loja. “Mas você sente uma brisa atrás de você. Alguém chama seu nome e quando você olha não vê ninguém. Coisas engraçadas acontecem aqui e não há como explicar.” Bonecas de pano e caminhões de brinquedos pulam das estantes. Bolas infantis aparecem no fundo dos corredores. Livros caem das prateleiras. Berços se movem sozinhos. Os funcionários da Toys ‘R’ Us tentam explicar a lógica desses acontecimentos, mas não conseguem. “Muitos de nós já presenciaram fenômenos misteriosos aqui.” , diz O’Brien, “Ele é igual o Gasparzinho. Nunca quis machucar ninguém.” Muitos jornais falaram a respeito. A loja foi mostrada na televisão no programa That’s Incredible, entre outros. Um roteirista de Hollywood passou duas semanas fazendo pesquisa na loja para escrever o filme A Revolta dos Brinquedos. A psíquica Sylvia Browne fez uma sessão ao local em 1978 e, depois de constatar os fenômenos, voltou mais umas 12 vezes. Ela disse que Johnson era um pregador e fazendeiro, que trabalhava para a família Murphy, cuja fazenda, na década de 1880, ficava no lugar onde hoje é a loja. Ele falava com um sotaque sueco e disse que seu primeiro nome era John, Yon, ou Johan. Dez das dezesseis pessoas presentes na sessão disseram ter ouvido zumbidos ao invés de palavras, nos momentos em que Browne dialogava com o fantasma. Browne disse que o fantasma lhe falou que ele estava apaixonado por Elizabeth, filha de Murphy, mas ela fugiu com um advogado da Costa Oriental. Recortes de jornais velhos dizem que Johnson cortou a própria perna com um machado, enquanto cortava umas àrvores com má vontade. Outra história diz que Johnson foi encontrado morto no pomar com uma fenda de machado em seu pescoço. Ambas as histórias dizem que ele sangrou até a morte. O’Brien diz ter visto o fantasma uma vez: um homem jovem com aparência de 20 a 30 anos, bem vestido, usando um chapéu de lã, que o atravessou. Em outro momento, ele ouviu o som de galopes. “Dizem que Johan treinava os cavalos.”, diz O’Brien. Essa famosa imagem tirada no interior da loja apresenta uma figura misteriosa no fundo, encostado na parede. Funcionários e testemunhas que estavam no local nesse dia e horário juram que essa pessoa não estava lá quando a foto foi tirada. Notem que ela usa um chapéu. Houve uma vez em que um funcionário estava encerando o chão e diz ter visto o movimento de um ursinho de brinquedo para cada corredor em que ele carregava o equipamento. Alguns já sentiram cheiro de flores do campo no corredor 15C, local onde ficam os bonecos do Mickey e do Batman. Agora a pergunta que todos fazerm: “Não seria apenas um jogo de marketing?” “È uma publicidade muito boa para nossa loja”, diz Stephanie Lewis, dona do estabelecimento, “Mas eu pessoalmente não acredito em nada disso. Mas outros, sim. Semana passada tivemos que perseguir 4 adolescentes que tentavam brincar com uma tábua de Ouija no local. E há os que imploram para passar uma noite no lugar.” “Tenho funcionários que não entram no banheiro feminino, pois dizem que as torneiras se abrem sozinhas.” “Quando eu vou trabalhar no andar de cima eu digo: ´Johan, vim só para trabalhar, ok?”, diz O’Brien, “É divertido trabalhar aqui!!



Fonte: Sobrenatural

Espero que tenham gostado da Lenda Urbana de Hoje. Obrigado pela sua companhia. Espero por vocês no próximo Sábado com mais uma Edição assustadoraaa! rsrsr

@pedrogabriel13p
@ultimahoratv


Lendas Urbanas –> O Mistério da Ampulheta que mede a Vida!

O Almoxarifado

Eu sou de Cubatão, baixada santista e aqui em meu bairro tem uma lenda muito estranha e assustadora.
A mais ou menos 20 anos atrás houve uma tromba d´água em meu bairro que levou à morte dezenas de pessoas entre homens, mulheres e crianças e até hoje alguns corpos não foram encontrados. Desde então vários relatos de aparições vêem sendo ouvidos por toda a extenção do leito da cachoeira que proporcionou a tragédia. Mas o mais assustador é o de um almoxarifado de uma fábrica de papéis que fica acima do lugar onde mais sumiram corpos.
A cachoeira passa bem abaixo por uma galeria. Uma noite, durante o turno na fábrica um funcionário foi ao almoxarifado buscar algumas peças para o maquinário quando, ao entrar lá se viu encarado por uma criança de aparentes dez anos lhe pedindo ajuda. Logo em seguida houve um black-out na frábica deixando o homem preso lá por três horas. Meses depois uma funcionária da limpesa entrou no mesmo almoxarife para buscar produtos de limpeza e se deparou com um grupo de mulheres ajoelhadas, cobertas por véus rezando em voz baixa. Uma delas se virou e disse para a mulher rezar com elas. A mulher pediu demissão no dia seguinte aos prantos.
Agora digam-me: quem colocaria sua imagem e seu emprego em jogo se expondo ao ridículo, ou ainda, ser tomado por louco? Acho que ninguém, a não ser que houvesse pelo menos uma certa verdade na história.

Fonte: Sobrenatural


A ampulheta que mede a vida

Essa é uma lenda pouco conhecida que desperta muito medo quando contada.
Era um dia chuvoso, o céu cobria várias ilusões, mas para um grupo de amigos tudo era possível… Mariana, uma menina de 16 anos mais Alexandre de 17 e Marcos de 19 fizeram uma festa. Convidaram 10 pessoas e festejaram até as 11:30 da noite. Quando a festa terminou Marcos foi até a estante e pegou uma ampulheta, aquela que mede o tempo e levou em cima de uma mesa de vidro. A Mariana ao ver que ele tinha pegado a ampulheta que seu pai tinha escondido e guardado durante 35 anos se desesperou e disse que ele não deveria mexer nela porque coisas terríveis aconteceriam se ele a girasse mais do que três vezes. Então o Alexandre pegou a ampulheta da mão dele e sem perceber, enquanto balançava a mão a ampulheta girava e girava. Ela escorregou da mão dele e quebrou a mesa, se espalhando no chão a areia que estava dentro dela. Mariana arrumou tudo correndo, pegou a ampulheta e guardou dentro de uma sacola especial.
No dia seguinte ela levantou, foi até o banheiro, pegou a ampulheta que estava escondida em um buraco que ela tinha feito na parede e levou até um homem pra ele consertá-la. Quando chegou em casa se sentiu estranha, meio cansada e tonta. Pegou um livro sobrenatural que ela adorava ler e começou a pesquisar coisas extraordinárias, até que uma parte chamou a atenção dela. Uma parte do livro manchada de sangue que parecia estar lá há pouco tempo, pois a página já estaria bem velha e diferente com todo aquele sangue. Chamou o Marcos e o Alexandre. Mostrou pra eles e mostrou que tinha uma coisa escrita. Alexandre que tinha uma boa visão pegou um equipamento especial e conseguiu ler o titulo. “A ampulheta que mede a vida”, ele começou a ler e a cada segundo que se passava era como se a ampulheta estivesse mexendo os grãos e fazendo com que os minutos da vida dele e dos outros acabasse. Só Mariana se sentia bem porque não tinha tocado na ampulheta por muito tempo.
No dia seguinte foi até a casa do Marcos e do Alexandre e quando chegou lá encontrou os dois mortos em cima da cama. Ela ficou desesperada e começou a mexer nas cobertas quando encontrou um bilhete que em cima estava coberto por areia. Nele dizia: Quando mexer com alguma coisa não conte os segundos nem olhe para o relógio porque será a ultima coisa que você fará. Sempre se lembre disso: “Olho por olho; dente por dente; vida por vida”.


Fonte: Sobrenatural

Obrigado pela sua companhia em mais Assustadora Edição da Coluna “LENDAS URBANAS” que nesses Últimos meses vem trazendo Relatos Reais de Pessoas que já passaram por algo igual ou semelhante as Lendas Urbanas. Obrigado pela sua companhia em todos os fins de Tarde do Sabadão! Até o próximo Sábado. Aqui no Portal UHTV!


@pedrogabriel13p

Lendas Urbanas –> Conheçam sobre a Lenda do Robert,e saiba quem é o Robert!

A Loira do Bonfim

O Cemitério de Nosso Senhor do Bonfim, inaugurado em 1897 em Belo Horizonte, tem muitas lendas curiosas, como a  da famosa Loira do Bonfim. Reza a lenda que uma moça loira aparecia nas imediações do cemitério. Muito bonita e bem vestida – sempre de branco – pedia carona aos motoristas. O destino era o cemitério. Há, ainda, os que afirmam que a moça era vista no centro da cidade e que convidava os rapazes para irem à sua casa. Só que este local era o cemitério, fato que revelado ao chegarem, quando ela, então, desaparecia misteriosamente, como um vulto!
Entre varias versões para o mito vou contar uma que acho a mais assustadora:
Conta-se que a loira era uma mulher muito bonita que acabou sendo assassinada por um taxista, ela fora enterrada no cemiterio do Bonfim e depois ficou aparecendo no ponto de bonde do centro chamando um taxi. Ao entrar no taxi chamava o taxista para um programa mas os levava para o cemiterio, eles fugiam aterrorizados. Ela desaparecia diante de seus olhos!


Fonte: Sobrenatural


Robert – O Boneco Assombrado

Em 1896, uma empregada – praticante de voodoo, segundo a história – descontente com seus patrões resolveu fazer algo para “retribuí-los”.
Deu de presente ao filho do casal, Robert Eugene Gene, um boneco de 1m de altura e recheado de palha. Tinha um rosto humanizado e se tornou muito adorado pelo garoto. Ele decidiu chamar o boneco de “Robert”.
O boneco se tornou companhia inseparável de Gene. Seu pai costumava ouví-lo constantemente falando com o boneco. Isso seria normal, se os pais não ouvissem Gene respondendo a si mesmo com uma voz completamente diferente da sua.
Coisas estranhas começaram a acontecer. Vizinhos diziam ver Robert aparecer de janela em janela, quando a família estava fora de casa. Gene começou a culpar Robert quando algo errado acontecia. Seus pais diziam ouvir risos do boneco e podiam jurar ver o vulto de Robert correndo pela casa.
Gene começou a ter pesadelos e acordar gritando. Quando seus pais entravam no quarto encontravam-o bagunçado, com móveis virados, com o menino encolhido com medo e o boneco nos pés da cama sentado. “Foi o Robert!”… O boneco foi colocado no sótão e ficou lá por muitos anos.
Quando os pais de Gene morreram ele redescobriu Robert no sótão. O poder de Robert sobre Gene era forte e no momento em que Gene pôs os olhos em Robert, sua influência pode ser sentida novamente. A esposa de Gene sentia-se desconfortável com o boneco. Um dia cansou-se do olhar incômodo do boneco e o devolveu ao sótão. Gene ficou chateado e exigiu que Robert tivesse um quarto só para ele, de onde pudesse ver a rua pela janela. Ele colocou o boneco em um quarto, próximo à janela. Pouco depois a sanidade de Gene começou a a ser questionada.
Os cidadãos de Key West ouviram falar de Robert e sua maldade. Muitos diziam ver Robert na janela rindo de suas caras quando passavam pela casa. Crianças evitavam passar perto da casa com medo do olhar maligno de Robert.
Gene, disse que certa vez ao visitar Robert em seu quarto, encontrou-o na cadeira de balanço com raiva de seu quarto. Isso fez com que Gene se enchesse de Robert, mas o boneco tinha outros planos.
Visitantes diziam ouvir passos indo e vindo no sótão e estranhas risadas, após um tempo as visitas cessaram na casa de Gene.
Gene morreu em 1972 e a casa foi vendida a uma outra família e o conto de Robert foi esquecido…
Mas Robert esperou pacientemente até ser novamente redescoberto no sótão pela filha de 10 anos dos novos proprietários da casa. Pouco tempo depois a menina começou a se queixar que Robert a torturava e infernizava sua vida. Mesmo após 30 anos ela continua a afirmar que “A boneca estava viva e queria matá-la”.
Robert, ainda vestido em sua roupa branca de marinheiro vive confortavelmente, ainda que bem guardado, no Key West Martello Museum. Funcionários do museu continuam a relatar que Robert ainda faz seus velhos truques nos dias de hoje.


Fonte: Sobrenatural


Gostaram??? Comentem abaixo sobr eo que acharam da Edição de Hoje.Espero novamente por vocês aqui na próxima Edição do próximo Sábado.Até Lá!
 

Lendas Urbanas –> Conheçam o Ser Estranho que Ataca na Argentina!

A Lenda da Bruxa de Gwrach-y-rhibyn

O significado do nome Gwrach-y-rhibyn, literalmente é “Bruxa da Bruma” mas é mais comumente chamada de “Bruxa da Baba”.
Dizem que parece com uma velha horrenda, toda desgrenhada, de nariz adunco, olhos penetrantes e dentes semelhantes a presas. De braços compridos e dedos com longas garras, tem na corcunda duas asas negras escamosas, coriáceas como a de um morcego. Por mais diferente que ela seja da adorável banshee irlandesa, a Bruxa da Baba do País de Gales lamenta e chora quando cumpre funções semelhantes, prevendo a morte.
Acredita-se que a medonha aparição sirva de emissária principalmente às antigas famílias galesas. Alguns habitantes de Gales até dizem ter visto a cara dessa górgona; outros conhecem a velha agourenta apenas por marcas de garras nas janelas ou por um bater de asas, grandes demais para pertencer a um pássaro. Uma antiga família que teria sido assombrada pela Gwrach-y-rhibyn foi a dos Stardling, do sul de Gales. Por setecentos anos, até meados do século XVIII, os Stardling ocuparam o Castelo de São Donato, no litoral de Glamorgan. A família acabou por perder a propriedade, mas parece que a Bruxa da Baba continuou associando São Donato aos Stardling.
Uma noite, um hóspede do Castelo acordou com o som de uma mulher se lamuriando e gemendo abaixo de sua janela. Olhou para fora, mas a escuridão envolvia tudo. Em seguida ouviu o bater de asas imensas. Os misteriosos sons assustaram tanto o visitante que este voltou para cama, não sem antes acender uma lâmpada que ficaria acesa até o amanhecer. Na manhã seguinte, indagando se mais alguém havia ouvido tais barulhos, a sua anfitriã confirmou os sons e disse que seriam de uma Gwrach-y-rhibyn que estava avisando de uma morte na família Stardling. Mesmo sem haver um membro da família morando mais no casarão, a velha bruxa continuava a visitar a casa que um dia fora dos Stardling. Naquele mesmo dia, ficou-se sabendo que o último descendente direto da família estava morto.
Texto retirado da Coleção “Mistérios do Desconhecido” da Editora Abril


Fonte: Sobrenatural


El Petizo: O estranho ser que ataca na Argentina

Fenômenos paranormais são objetos de um estudo para as pessoas que se dedicam a este tipo de investigação, mas também são de interesse para os leitores em geral: a localização em  El Duraznito, situada 15 km a sudeste de Rosario de la Frontera, passa a ser um dos os locais onde “El Petizo”, um personagem místico descrito como uma sombra que ataca os caminhantes solitários no meio da noite, fez uma reaparição.
Seis créditos já foram documentados no Terminal da Cidade Salta envolvendo pessoas que receberam feridas que foram posteriormente tratados no hospital local. A maneira em que os ataques ocorrem é a mesma em todos os casos. A sombra desaparece quando alguém vem ao resgate da vítima. Estas histórias também coincidem com o fato de “El Petizo” parecer estar imune a feridas de faca, balas também parecem não ter qualquer efeito.
A mais recente vítima de um ataque de “El Petizo” foi a um menino que ia em direção a uma montanha de bicicleta, para visitar amigos e participar de uma caçada. Trazia consigo uma espingarda e uma faca. De acordo com a sua história, depois de adentrar na região, ele foi derrubado de sua bicicleta e descobriu que estava enfrentando uma sombra negra de aparencia visível a um homem em decomposição.
O jovem conseguiu posicionar sua espingarda e disparar dois tiros, mas quando ele viu que este não teve qualquer efeito, prontamente armou-se de sua faca e esfaqueou-o sem causar qualquer dano aparente. Assustado, o jovem tentou fugir.  “El Petizo” bateu  novamente nele sem dizer uma palavra, arrastando-o pelos cabelos para o lado da estrada. O jovem afirmou que nesse momento ele começou a gritar muito alto , sendo  que isso é o que salvou ele: seu choro foi ouvido por um homem que estava próximo e se apressou a prestar assistência. Este homem chegou a ver uma sombra negra arrastando o menino pelo cabelo. A temerosa forma desapareu sem deixar rasto. 
Em El Duraznito, o local onde a sombra sinistra aparece é delimitada pela entrada de uma fazenda, uma casa abandonada, e a uns mil metros de distância do local há um lugar conhecido como La Cueva de los Negros  – uma formação rochosa ocupada há 800 anos pelos nativos da região.
“Podemos dizer que é uma área mística, uma vez que também houve relatos de luzes estranhas no céu, e muitos não têm dúvidas de que Discos Voadores poderiam estar envolvidos. Esse é o caso de um video foi feito há alguns anos atrás e enviado para a Força Aérea analisar, mas nenhuma resposta oficial foi anunciada pelos orgãos oficiais .Uma cópia deste filme está nas mãos das autoridades locais , explicou José Alvarez, bombeiro voluntário, um residente de Rosario de la Frontera.


Fonte: Sobrenatural


Acabouuu!!!! Espero que tenha gostado! No próximo Sábado tem muito mais aqui no Portal UHTV!

@pedrogabriel13p

Lendas Urbanas –> A Lenda da Carroça sem Cavalo

A Noiva Que Chove

Na estrada, os caminhoneiros, quando falam de histórias incríveis dificilmente esquecerão a da “Noiva Que Chove”. 

O conto narra que um jovem casal estava de casamento marcado. Ele, um caminhoneiro de nome Jordan, ela, uma linda moça chamada Suzana que cantava num coral de igreja. O rapaz teria que fazer uma viagem para pagar a celebração desta tão esperada união. Na volta, então, juntaria seu coração com o de sua amada. Ela, muito alegre, não falava em outra coisa. Suas manhãs nunca foram tão lindas. Milhares de planos passavam por aquela cabecinha. Teria sua casinha, seus filhos, ficaria à janela, sorridente, quando seu príncipe da estrada estivesse para chegar.

Então, a data daquele dia chegara, mas ele, não se sabia por qual motivo, não conseguira retornar. Ela, esperançosa, de frente ao espelho, via as horas passarem desesperadamente. Aos poucos essa esperança mudou para incerteza. Todos queriam ajudar com palavras, gestos, mas ninguém nada poderia fazer. Suzana correu para as margens da estrada que passava por sua cidade e pôs-se a esperar. Seus pais imploravam para ela vir para casa, mas a pobre flor enfrentaria dias de desespero por aquele que tanto amava. Em uma daquelas tardes uma chuva fria causou a Suze uma pneumonia que ceifou sua vida.

A jovem não realizou o seu sonho e seu amado nunca voltou. Mas, ainda hoje, o caminhoneiro que passar por essa cidade em uma tarde chuvosa, se surpreenderá com uma terrível conclusão: às margens da via se vê uma moça que se foi e que ainda espera um moço que nunca chegará.

Algumas pessoas se recusam a partir do mundo terreno sem realizarem seus sonhos. Violando as leis da vida, a vontade de ser feliz, numa incrível conclusão ilógica, talvez possa enganar a maior força de todas, a da tão temida morte.


Fonte: Sobrenatural


A Lenda da Carroça sem Cavalo

Nas noites de inverno, quando o frio nevoeiro que vinha do mar descia sobre a cidade, as pessoas que moravam em uma certa rua de São Francisco do Sul, eram acordadas nas altas horas da madrugada, com o barulho de uma inconveniente carroça.
Essa carroça se locomovia de forma tão lenta, que os moradores, já irritados, levantavam-se de suas camas para verificar o que estava acontecendo.
Quando abriam as janelas de suas casas para espiar quem era o responsável por tamanho incômodo, tinham um tremendo susto. A carroça não tinha cavalo!
Dentro da carroça, panelas velhas, baldes amassados, chaleiras e bules, alguns pendurados no lado de fora da carroça, eram os responsáveis pelo tremendo barulho.
As pessoas escondiam-se em suas casas, assombradas com tamanha manifestação do outro mundo, esperando que a carroça e o barulho desaparecesse lá longe.
Veja abaixo o vídeo feito pela Equipe Senha 73 dramatizando a Lenda da Carroça sem Cavalo:

Fonte: Sobrenatural
Obrigado pela sua Companhia. Espero que tenham gostado muito, pois da próxima Edição tem muito mais… Caso você tenha gostado, comenta abaixo e divulga também nas Redes Sociais. Até a próxima.


@pedrogabriel13p