Arquivo da categoria: Se não viu eu vi

SBT está há 8 anos sem emplacar uma novela!

Pode até não aparecer mais já fazem oito anos que a teledramaturgia do SBT não lança um grande sucesso na programação, o último trabalho com êxito exibido pelo canal de Silvio Santos foi “Esmeralda” exibido nos anos de 2004 e 2005, a novela começou em baixa mais acabou conquistando os telespectadores e no último capitulo cravou pico de 24 pontos. Após esse episódio, muitas expectativas mais o núcleo de novelas da emissora jamais foi o mesmo.
A primeira dor de cabeça foi “Os Ricos também Choram”, em 2005 a Record estava se consolidando no segundo lugar no horário nobre, a novela sofreu para manter a vice liderança ao SBT. A história seria ambientada nos dias atuais, devido o sucesso das novelas de época que no ano estavam em alta, decidiram fazer o mesmo na trama.
Com o sucesso de “Prova de Amor” da Record e a consolidação da vice liderança do canal da Barra Funda, Silvio Santos mandou produzir “Cristal”, para isso chamou a passe de ouro, o responsável pela ativação da dramaturgia na Record, Herval Rossano. A emissora montou um grande elenco e investiu caro na produção, porém não obteve o resultado esperado, a emissora continuava amargando o terceiro lugar e vendo sua principal concorrente cada vez mais distante.
Com a operação “Arrancada da Vitória” em 2007, o SBT produziu “Maria Esperança” com Barbara Paz como protagonista. Com uma produção barata e com um enredo batido, mais uma vez a audiência não veio. A novela fez vexame e atrapalhou mais ainda a acensão do canal.
No mesmo ano, uma trama jovem era mais uma aposta do SBT em emplacar uma novela, para isso foi contratada uma autora experiente, porém no ano era difícil para o canal e uma grande crise foi instalada. Letícia Dornelles que trabalhou junto com Manoel Carlos em “Por Amor” suou a camisa e divulgou muito a novela na internet, mesmo assim os números não vinheram e a trama acabou sendo picotada deixando vários capítulos gravados de fora.
Em 2008 uma surpresa, após 9 anos, o SBT voltaria a produzir uma novela 100% brasileira, sendo escrita por Íris Abravanel. A mulher do patrão desenvolveu “Revelação”. A novela teve suas primeiras cenas gravadas em Portugal e foi bastante criticada pela história fraca que nela era apresentada. A trama não conseguiu segurar os índices de Pantanal e fiascou.
No ano de 2009 o SBT adquire o acervo radiofônico da autora Janete Clair, podendo ser adaptado para a televisão. Mais uma vez Íris Abravanel encabeçou o projeto e escreveu a trama “Vende-se Um Véu de Noiva”. Um grande elenco foi montado e a contratação de Del Rangel deu a trama um novo padrão de dramaturgia ao canal, focando a bela fotográfica. Até uma promoção com os telespectadores foi montado, quem assistia a novela poderia participar do “Show do Milhão” com Silvio Santos, mesmo assim a novela não emplacou e mais uma vez o SBT ficou vendo navios.
O SBT havia comprado algumas sinopses do novelista Vicente Sensso entre elas “Um Rosa Com Amor” grande sucesso da Rede Globo nos anos 70, a trama ganhou um remake em 2010 escrito por Tiago Santiago vindo da Rede Record, a novela reacendeu a esperança do canal em voltar a trilhar um caminho de sucesso nas novelas. Essa foi a trama que se deu melhor em relação a audiência, mesmo assim ficou abaixo da mete estabelecida pelo canal.
2011 chegou e com ele muito barulho em relação a “Amor e Revolução”, Reynaldo Boury foi contratado como diretor geral da trama, todos na emissora apostaram muito na história de amor vivido na época da ditadura militar. O amor ficou de lado e o que imperou foi a revolução, cenas fortes de tortura e o texto bastante didático afugentaram os telespectadores e mais uma vez o gato subiu para o telhado.
Atualmente o SBT exibe “Corações Feridos” , terceira novela de Íris Abravanel. A trama está toda gravada e é muito cedo para saber se a história irá emplacar ou não. Por enquanto os números estão abaixo das expectativas e a novela vem fechando em quarto lugar. A grande aposta do SBT em 2012 para a teledramaturgia é “Carrossel”, sucesso nos anos 90 a história conquista jovens e adultos e assim como as novelas citadas estrearão com a expectativa de trazer a vice liderança absoluta de volta para o canal.
* Infelizmente o SBT não consegue êxito. Fico a pensar: De “Revelação” para frente, foi o período em que o SBT aprendeu a não brincar com o horário de suas tramas.
Mas… sempre houveram obstáculos no caminho. “Revelação” era fraca, “Vende-se um Véu de Noiva” era devagar, quase parando. “Uma Rosa com Amor” foi ótima, mas o SBT conseguiu cortar o sucesso pelo meio, tirando-a do ar devido ao horário político. Amor e Revolução tinha tudo, mas foi chata, irritante e fraca. Agora, “Corações Feridos” vem apenas para consolidar o horário das 8:30 para novelas. Tá certo que vão ter problemas devido ao horário político, mas se consolidado, esse horário pode vingar e render bons resultados, pois é o único horário da TV que nenhuma emissora arrisca exibir folhetins.
Anúncios

Se não viu, Eu vi: Engavetamento de "Corações Feridos" atrapalhou a vida de atores!

Inspirada no folhetim “La Mentira”, a novela brasileira “Corações Feridos” finalmente estreou no SBT, em janeiro. A trama escrita por Iris Abravanel ficou por mais de um ano e meio na gaveta a pedido de Silvio Santos.
Neste meio tempo, alguns atores ignoraram a falta da exibição e seguiram a carreira – o galã Victor Pecoraro e atriz Cynthia Falabella, por exemplo, emplacaram na novela “Aquele Beijo” (Rede Globo) e estão no ar simultaneamente em dois folhetins. Já outros simplesmente estagnaram e tiveram a carreira prejudicada.
A protagonista Patrícia Barros, que interpreta a mocinha Amanda, foi uma das mais prejudicadas. Ela declarou em entrevista à revista “Veja São Paulo”, que o trabalho de atriz simplesmente parou pelo engavetamento, uma vez que diretores a rejeitavam com receio de que estivesse no ar em duas tramas inéditas.
“Vivi cinco meses em função desse trabalho. Deixei de ir á formatura de medicina da minha irmã para gravar. Estou aliviada”, declarou a loirinha ao saber que a novela seria exibida em 2012. Para passar o tempo e não ficar 100% parada, ela abriu um blog sobre moda. “Foi uma válvula de escape”, desabafou.
Outra que se viu estagnada foi Adriana Lessa, que planejava voltar aos folhetins desde que terminou “Senhora do Destino” (Rede Globo), em 2004, e saiu do “TVFama” (RedeTv!), em 2010. Porém, desde “Corações Feridos”, a atriz não conseguiu entrar em nenhuma outra novela, embora sentisse falta de atuar. “Eu sinto falta de estar atuando, de emocionar o público”, lamentou.
Paulo Zulu, Elaine Mickely, Iara Jamra, Marco Antônio Pâmio e vários atores também não conseguiram ser escalados para outras novelas. Isso sem contar o elenco menos conhecido.
Desta turma, somente Claudio Andrade, Jacqueline Dalabona e Lívia Andrade conseguiram novos trabalhos na televisão. Enquanto Lívia tornou-se presença frequente no “Programa Silvio Santos “(SBT), o ator Claudio Andrade conseguiu um pequeno papel como policial na novela “Vidas em Jogo” (Rede Record).
Jacqueline Dalabona se deu um pouco melhor e, assim como Cynthia e Victor, também está na novela “Aquele Beijo” (Rede Globo). Na trama, ela interpreta Iolanda.
De qualquer maneira, há muita gente que preferia ter feito outra coisa em 2010. E que certamente vai pensar duas vezes ou mais antes de aceitar um novo convite para uma novela do SBT.
A mulher de Silvio Santos acredita, porém, que não há problemas no atraso. “Quem decide quando vai ao ar é o SBT. Sempre acreditei que não há nenhum problema em um ator trabalhar em várias novelas ao mesmo tempo”, defendeu em entrevista. Não é bem assim…
Eu vi que a novela é muito bem feita e tem tudo para alavancar as noites do SBT. Concordo com a protagonista: com atraso ou sem atraso, o importante é que a novela entrou no ar.

Se não viu, Eu vi: Vamos olhar hoje para a minissérie “Dercy de Verdade”!

Exibida semana passada na Globo, a microssérie “Dercy de verdade” contou, em quatro episódios, a longa história da comediante que marcou o teatro e a televisão brasileiros. O formato foi parecido com o de “Dalva e Herivelto”, também de Maria Adelaide Amaral. Talvez pela intensidade dramática de Dalva de Oliveira, a brevidade do programa não prejudicou aquela série, exibida ano passado. No caso de “Dercy” foi diferente. O espectador ficou com uma impressão de ter acompanhado uma história hiper-resumida, espremida num tempo insuficiente para construir uma curva de emoção. O ritmo acelerado comprometeu até mesmo algumas sequências com os palavrões da notória desbocada comediante. Eles às vezes pareciam gratuitos, encaixados propositalmente porque sem palavrão não seria Dercy. Maria Adelaide, uma roteirista da melhor qualidade, precisaria dispor de cenas mais longas, e de um enredo mais detalhado.
A trama a jato também sofreu com as investidas da direção (de Jorge Fernando) em numerosas variações estilísticas: imagens em preto e branco, arquivo, narração (feita por Fafy Siqueira) e ficção. Além disso tudo, houve um momento-metalinguagem, com a equipe de gravação chegando à cidade natal de Dercy, com registros dos caminhões e técnicos.
“Dercy de verdade” teve, entretanto, inúmeros pontos positivos, a começar por um elenco sem erros. Heloísa Périssé aproveitou muito bem a oportunidade de viver uma figura rica, polêmica, querida do Brasil. Se entregou ao papel e mostrou uma dimensão do seu talento para além da comédia que o público não conhece tão bem. Fernando Eiras, primeiro marido da personagem, se destacou como Pascoal. Fafy Siqueira, não à toa, surgiu num palco e dona da cena: ela fez Dercy em “Dalva & Herivelto” com a maior competência. Cássio Gabus Mendes, um dos grande atores de sua geração, fez bonito como o protetor da comediante e pai de sua filha. Rosi Campos também brilhou.
“Dercy de verdade” lucrou ainda com fotografia, cenários e figurinos caprichados. Pena que uma história tão cheia de potencial tenha passado tão depressa.
Kogut

Se não viu, Eu vi: “Muito Mais” pisa na bola e falta com respeito com Val Marchori!

Na sexta-feira (13) o programa ‘Muito Mais’, exibido pela Band apresentado pela Adriane Galisteu e Rita Batista cometeu até agora o seu maior erro. A falta de respeito e imparcialidade com uma convidada.
Val Marchori a “socialite”, que hoje é a figura que participa do programa “Mulheres Ricas”, exibido nas segundas-feiras pela Band, foi convidada a sentar no sofá da atração mais a cortesia não veio à altura do que a moça merece. A apresentadora Rita Batista se mostrou o tempo todo contra a convidada sempre referindo a ela o termo “senhora”, e até mesmo pelo seu nome de batismo. Passou uma “antipatia” clara diante da convidada.
Não estou aqui para defender a Val, que não tem a minha simpatia mais sim o meu respeito. Palavra que faltou ao programa a levar a convidada para ser “massacrada”, e expor ela ao ridículo. Gretchen, João Doria Jr participaram do programa no mesmo dia e a eles foram estendidos tapetes vermelhos para eles entrarem. Não acho que a Val merecia um tapete, merecia sim ser sabatinada, perguntada, e questionada porque diz tanta coisa sobre tantas pessoas. Tem horas que o ditado: “Fala o que quer, ouve o que não quer”, é valido. No caso o ditado é outro. “Respeito é bom e todo mundo gosta e merece.” Nisso a Band errou e feio. Já Rita Batista tem talento é comunicadora, não é a toa que está em rede nacional pelo seus méritos mais é preciso reforçar e saber que em TV tempos que engolir “sapos”, e entrevistar quem não gostamos. E ficou claro que Rita e Val não são amigas… Não convide as duas para uma festa. Hellooooooooooo…
Por hora o programa chegou a pico de 4 pontos.
Henrique Beraldo

ESTREIA agora o "Se não viu, eu vi". Vamos falar sobre a novela "amor e Revolução"!

A última sexta foi o fim da novela que não começou. Infelizmente, a novela que começou com ares de sucesso, fracassou e caiu num buraco tão fundo que não saiu mais de lá.
O SBT fez um investimento furado, pois a novela não deu audiência, nem retorno financeiro e tem mais: não vai poder ser reprisada em suas tardes devido às fortes cenas que contém.
Nem cortando, recortando e picotando a novela poderá ser reprisada.

A novela de Tiago Santiago, que teve como tema principal a ditadura militar, não conseguiu bons índices de audiência. O grande motivo da baixa audiência foi a forma em que a novela foi contada. Sem eira nem beira.
O autor da novela ainda diz que sente que a novela terminou ‘com o dever cumprido”. Como assim?
Tiago Santiago deve investir em comédias românticas, que foi o que fez sucesso há um ano atrás, em “Uma Rosa com Amor”. Ele tem potencial para ser o Walcyr Carrasco do SBT: todas novelas fazem sucesso, não importam o mês, horário, nem condições.
O ponto forte da novela foi a interatividade do público, que pôde escolher o final de alguns personagens.
A novela já acabou, agora nos resta esperar para ver no que vai dar a nova novela de Íris Abravanel, que é outra que deve mudar seu estilo. Chega de remakes, a senhor Íris Abravanel mostrou que tem potencial em ineditas, como mostrou na novela “Revelação”.
Para o SBT crescer em sua dramaturgia, falta mais coragem e profissionalismo.
Não se esqueça: Toda quarta, 11 da manhã, é dia de muita opinião aqui no UHTV!

Veja como fica a "Linha+" que estréia dia 16 de Janeiro!

O UHTV não vai parar em 2012. Uma das novidades é a LINHA+, que estreará dia 16 de Janeiro, de segunda a segunda às 11 da manhã sob o comando de Evandro Segundo.
Confira abaixo as atrações, que farão parte dessa Linha.
Segunda, 16 de Janeiro
Uma das melhores colunas do UHTV está de volta na sua 3°temporada, agora nosso encontro será na linha +que será comandada por Evandro Medeiros. A coluna está bem mais interessante, com livros mais legais.
Nosso encontro será toda Segunda,11 da Manhã.
Terça, 17 de janeiro
As melhores dicas de cinema, as sinopses serão exibidos nessa coluna que vai ao ar toda terça, 11 da manhã.
Quarta, 18 de janeiro
O “Se não viu, eu vi” está de volta no UHTV em sua 2°temporada.
Sob o comando de Evandro Segundo, a coluna vai analisar os fatos que marcaram a semana no mundo dos famosos e da TV que você não viu, mas ele viu.

Quinta, 19 de janeiro

Quem não se lembra desse quadro de maior sucesso no UHTV? Pois é, ele está de volta em formato diferente.
Agora em vídeo, a coluna vai mostrar o turismo de 27 estados do Brasil, como você nunca viu, sob o comando de Evandro Medeiros.

Sexta, 20 de janeiro

Que tal falar sobre “Vida e Sáude” no seu dia dia?
Isso é o que mostrará a coluna comandada por Evandro Medeiros que destacará tudo sobre sáude, cuidados com a pele, exercicíos fisícos, alimentação e muito mais.

Sábado, 21 de janeiro

A coluna vai destacar a interatividade com o leitor.
Serão mostrados nas colunas vários temas relacionados à TV e famosos, e claro, nosso leitor participará de uma enquete dizendo o que acha do assunto debatido. O resultado será mostrado em nossas redes sociais, como Twitter, Facebook e pelo nosso portal.

Domingo, 22 de janeiro

As noticías dos famosos e da TV você acompanha na estréia da nova coluna do UHTV!: o “Noticías e Mais”.
A coluna trará tudo que foi noticía no mundo dos famosos e da TV.
Então fique ligado. Todo dia, às 11 da manhã, muita agitação nas suas manhãs.
Não perca!

Se Não viu,Eu Vi na Linha + ás quartas

O “Se não viu, eu vi” está de volta no UHTV em sua 2°temporada.
Sob o comando de Evandro Segundo, a coluna vai analisar os fatos que marcaram a semana no mundo dos famosos e da TV que você não viu, mas ele viu.
Estreia dia 18 de Janeiro, 11 da manhã no UHTV!

Se Não Viu,Eu Vi: O Fênomeno que veio para ficar,Patricía Abravanel

Aqui é Evandro Segundo e se você não viu e vi!

O SBT está a todo vapor gravando pilotos do “Cante Se Puder”, novo reality show para entrar no ar na grade do ano que vem. Como a coluna já havia adiantado no dia 7 de outubro, o programa é uma competição de calouros em que os candidatos cantam enquanto realizam provas – algumas delas bem nojentas, envolvendo cobras, baratas – ou são distraídos pela produção. E a emissora parece já ter escalado os apresentadores. Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos, e Márcio Ballas do “É tudo improviso” da Band que assinou com SBT em 2012.
*A apresentadora Patricía Abravanel nasceu em 4 de Outubro de 1979 em São Paulo,filha do empresário Silvio Santos e da escritora de novelas Irís Abravanel.Patricía tem grandes histórias para contar,entre elas sobre o sequestro que sofreu na sua casa na Anhangunhera que mobilizou todo país,sendo destaque em jornais nacionais e internacionais.Precisou ir o prefeito de São Paulo na época,Geraldo Alckimin tentar convencer e oferecer algum dinheiro aos sequestradores,mas tudo correu bem.
10 Anos depois,se tornou diretora execultiva do SBT,e teve um sonho de ser apresentadora.Comandou o “Festival SBT 30 Anos” contando toda história da emissoras nessas 3 decádas.O sucesso da estrelinha foi tanto que ganhou espaço no programa do pai no quadro “Jogo dos Pontinhos”,ela mostrou sua inrreverência.Seu maior desafio aconteceu em 2010 quando substituiu Eliana durante a gravidez,chegando a dar 14 pontos no ibope.E agora pode ganhar um reality no SBT que se chama “Cante se puder” que está previsto para janeiro de 2012.Patricía tem um excelente caminho pela frente,e pelo jeito que vai só tende a melhorar.


Patricía no Programa Eliana

Patricía no Programa do Pai,Silvio Santos
Por: Evandro Segundo

Domingo que vem temos um encontro marcado,ás 9 da Noite!

Hoje tem Se Não viu,Eu Vi

Umas das colunas de maiores sucessos do UHTV está de volta com uma repaginada,traremos temas e opiniões diferentes sobre diversos assuntos do mundo dos famosos e da TV.Hoje ás 9 da Noite tem Se Não Viu,Eu VI com Evandro Segundo.

Se Não Viu,Eu VI está de Volta

Umas das colunas de maiores sucessos do UHTV está de volta com uma repaginada,traremos temas e opiniões diferentes sobre diversos assuntos do mundo dos famosos e da TV.Hoje ás 9 da Noite tem Se Não Viu,Eu VI com Evandro Segundo.