Arquivo da categoria: Tecno UHTV

Tecno UHTV! – Fim de Temporada: ONG vai lançar site pornô em defesa dos animais!

NOVA YORK (Reuters) – Uma ONG de defesa dos direitos dos animais que costuma chamar a atenção com campanhas mostrando mulheres nuas pretende lançar um site pornográfico para aumentar a conscientização sobre o veganismo.

A organização sem fins lucrativos People for the Ethical Treatment of Animals (Peta), cujas campanhas polêmicas provocam críticas de grupos de defesa dos direitos das mulheres, diz que espera fazer propaganda do veganismo por meio de uma mistura de pornografia e uma montagem chocante de animais sofrendo.
‘Esperamos alcançar uma nova audiência, mas algumas pessoas ficarão chocadas com as imagens grotescas que podem não ter previsto ver quando foram para o site da Peta,’ disse a diretora-associada de campanhas da entidade, Lindsay Rajt.
A Peta vem sendo acusada de fazer campanha pelos direitos dos animais ao custo da exploração de mulheres. Um grupo do Facebook, Real Women Against Peta (Mulheres Reais contra a Peta) foi lançado depois de a organização pagar por um cartaz mostrando uma mulher obesa com a mensagem: ‘Salvem as baleias. Perca a gordura. Vire vegetariano.’
Outro grupo crítico do Facebook é chamado ‘Vegans (e vegetarianos) contra a Peta.’

Anúncios

Tecno UHTV!: Colecionador reúne acervo com mais de 1,5 mil jogos e 50 consoles de Atari!

Empresário de Curitiba mantém aparelhos e jogos em sala climatizada.
Relíquias como ‘River raid’, ‘Pitfall’ e ‘Enduro’ estão entre os favoritos.

A coleção de Borba tem milhares de itens, guardados em uma sala especial. (Foto: Vinícius Sgarbe/G1 PR)

Em uma pequena sala, com temperatura e umidade controladas, nos fundos de uma casa, em Curitiba, está uma das “maiores coleções de Atari do mundo”, garante o empresário e dono dos consoles e cartuchos, Antonio Borba. O acervo chega a 1.673 exemplares – número certificado por uma publicação especializada, em 2007. Já os consoles “passam de 50”, mas à época da contagem para essa homologação havia 41 (todos diferentes). Ele começou há aproximadamente sete anos e juntou milhares de itens (contando manuais e controles).
O primeiro encontro com o Atari foi quando Borba estava “saindo da infância, entrando na adolescência”, diz. O jogo favorito era “Haunted house”, lançado em 1982 e um dos primeiros com telas rolantes. São pelo menos duas fases fundamentais dos jogos para Atari: a primeira, com menos expressão, e a segunda, quando a Actvision passou a programar os games. “Se for para falar dos clássicos, tem o ‘River Raid’, ‘Pitfall’ e ‘Enduro’. (…) Os jogos para Atari não devem passar de 500, mas existem várias versões”.
Os cartuchos são guardados em móveis planejados. (Foto: Vinícius Sgarbe/G1 PR)
Quase tudo na sala são peças de museu, guardadas para a posteridade e quase sem uso. “Jogo a cada dois meses, é um tipo de viagem nostálgica. (…) Se for para me divertir, prefiro outra pegada, como simuladores ligados à TVs de alta resolução”.
Mas a saga de Borba com os videogames tem um lapso e tanto. Entre o primeiro Atari e o Playstation que joga atualmente, não houve nenhum console – nem mesmo outro clássico que virou um tipo de escola, o Nintendo. “Depois do Atari passei a jogar em computadores. (…) Com certeza isso influenciou bastante minha vida”. Hoje as empresas dele são de tecnologia.
Rara pirataria nacional
Momento raro: os videogames da coleção são usados a cada dois meses. (Foto: Vinícius Sgarbe/G1 PR)
“A indústria brasileira do Atari é uma das mais cobiçadas do mundo por colecionadores”, porque há peças muito particulares. Um dos modelos, por exemplo, permite que o jogador acione a pausa. “Isso não existe em nenhum outro console do mundo” – o que foi possível por uma modificação na placa eletrônica.
Esse modelo de console foi batizado “Onyx” e o mesmo selo produziu dez jogos. Esses cartuchos levaram o nome “Microsoft”, em uma pirataria vulgar. Ainda no Brasil, houve modelos de Atari da marca Actvision, mas essa marca não produzia consoles. “Por isso, quando um gringo descobre esse tipo de coisa, fica louco para comprar”.
Recentemente, um Atari original americano, em uma caixa lacrada, foi vendido pela internet por U$ 1.500.
Na próxima semana, tem a última edição dessa temporada do “Tecno UHTV!”. Não deixe de ver. É na próxima quinta, 11 da manhã!

Tecno UHTV!: ‘Apps’ para Facebook geram 200 mil empregos nos EUA, diz estudo

Rede social cria economia que gera US$ 15 bilhões por ano no país.Estudo da Universidade de Maryland não leva em conta impacto no Brasil.

'The Sims Social' é versão de 'The Sims' para o Facebook (Foto: Divulgação)
A criação de jogos e aplicativos para o Facebook ajudou a criar mais de 200 mil empregos nos Estados Unidos, com uma contribuição total de até US$ 15 bilhões anuais para a economia do país. A estimativa é de um estudo publicado nesta segunda-feira (19) pela Universidade de Maryland, nos EUA.
De acordo com o estudo, empresas americanas como a Zynga, criadora do jogo social Farmville, empregam 53 mil pessoas diretamente. O impacto do valor gerado por estas companhias, que surgiram na cola do ecossistema de aplicativos criados para a rede social de Mark Zuckerberg, é responsável por mais 182 mil empregos indiretos no país.
O boom no desenvolvimento de jogos e programas complementares ao Facebook criou empregos adicionais em empresas que fornecem serviços para os desenvolvedores, além de aumentar nos gastos domésticos das famílias dos funcionários.
Baseado no salário médio dos trabalhadores da indústria de desenvolvimento de softwares, a equipe do professor Il-Horn Hann, que assina o estudo feito em parceria entre a universidade e o Facebook, os pesquisadores estimam que o valor total que o ecossistema injeta na economia dos EUA está entre US$ 12,19 bilhões e US$ 15,71 bilhões.
O estudo não calcula ainda o valor adicionado que pode ser gerado pelo uso do Facebook para distribuir e promover conteúdo – com ferramentas como o botão “curtir”, por exemplo – e com vendas e negócios gerados por anúncios na rede social. “O impacto econômico do Facebook vai além dos Estados Unidos”, alerta ainda o estudo, que não levou em conta empresas que criam conteúdo para a rede mas que estão em outros países, como o Brasil.

Tecno UHTV!: Mais de um terço dos americanos prefere SMS a telefonema!

Pesquisa também mostra que 83% dos norte-americanos têm celulares.
Estudo foi conduzido pelo Pew Research Center, entre abril e março de 2011.

Usuário mexe em smartphone BlackBerry (Foto: Enny Nuraheni/Reuters)

Um estudo do Pew Research Center mostrou que 31% dos norte-americanos preferem receber mensagens de texto a ligações de voz, quando precisam ser encontrados em seus celulares. A pesquisa, divulgada nesta segunda-feira (19), falou com 2.277 norte-americanos com mais de 18 anos entre os meses de abril e março de 2011.

O Pew Research Center informa que os mais ávidos pelas mensagens de texto são os adultos mais jovens. “Donos de celulares com idades entre 18 e 24 anos trocam, em média, 109,5 mensagens em um dia normal, totalizando mais que 3.200 mensagens ao mês”, diz o comunicado da empresa.

Por outro lado, 53% preferem as ligações de voz. O estudo ainda mostrou que 14% dos entrevistados disseram que o método de contato deve variar de acordo com a situação.
O estudo mostrou ainda que 83% dos adultos norte-americanos tem celulares e 73% deles enviam e recebem mensagens de texto.

Tecno UHTV!: Google+ tem queda de 5,5% em número de usuários nos EUA!

Rede social foi lançada no final de junho pelo Google.
Tempo gasto no site é de, em média, 5 minutos e 47 segundos.

Google+ (Foto: Divulgação)
A rede social Google+ apresentou redução de 5,5% no número de usuários nos Estados Unidos, de acordo com pesquisa da consultoria Experian Hitwise. Lançada no final de junho, a rede social do Google é um dos principais rivais do Facebook, que conta com 750 milhões de usuários.
De acordo com a pesquisa, o Google+ teve 1,16 milhão na semana encerrada no dia 27 de agosto após apontar leve crescimento de 2,6% na semana anterior. Na metade de julho, com pouco mais de 15 dias de vida, o crescimento de usuários chegou a 283% nos Estados Unidos.
O tempo gasto pelos usuários no Google+ também está reduzindo nos Estados Unidos. O tempo médio de navegação no site, segundo a Experian Hitwise, é de 5 minutos e 47 segundos, medido na semana de 27 de agosto, crescimento de 4% em relação a semana anterior. Entretanto, o maior tempo médio gasto no Google+ foi registrado na semana de 16 de julho, de 5 minutos e 50 segundos.
O Google+, segundo a comScore, tem 20 milhões de usuários.

Tecno UHTV!: ‘Call of Duty: Modern Warfare 3’ chega dia 8 de novembro nos EUA

Game pode trazer time de soldados que matou Bin Laden, diz site.Jogo terá 15 fases e mostrará cidades como Nova York, Paris e Londres.
 
Site Kotaku nos EUA publica primeiras informações de 'Modern Warfare 3' (Foto: Reprodução)
O aguardado game de tiro em primeira pessoa “Call of Duty: Modern Warfare 3” chegará às lojas dos Estados Unidos no dia 8 de novembro. De acordo com reportagem da edição norte-americana do site especializado em games Kotaku, o jogo terá como cenários cidades reais como Nova York, Paris e Londres e seu modo on-line poderá ter integração entre os consoles PlayStation 3 e Xbox 360.
Segundo o Kotaku, fontes informaram que o jogo foi desenvolvido por três estúdios: Infitnity Ward, responsável pelos dois primeiros jogos “Modern Warfare”, Sledgehammer Games e Raven Software. O game terá 15 missões, permitirá controlar veículos como tanques e um avião AC-130 e mostrará um ataque na cidade de Nova York.
A história de “Modern Warfare 3” começará no ponto em que o primeiro game terminou, com a invasão russa em território norte-americano. O jogador controlará alguns personagens com o objetivo de acabar com a ameaça. O site afirma que um espião, soldados presentes nos jogos anteriores como “Frost” e “Sandman” e o “SEAL Team Six”, grupo de combatentes que matou o terrorista Osama bin Laden, estarão presentes no título.
“Modern Warfare 3” ainda terá um modo de partidas on-line que terá cenários como o bairro do Brooklyn, em Nova York, em um total de 20 mapas, segundo o Kotaku. O site também confirma a integração das partidas entre usuários do PlayStation 3 com os do Xbox 360.
Até o momento, a Activision não confirmou as informações publicadas pelo Kotaku nos Estados Unidos.

Tecno UHTV!: Cientistas criam menor motor elétrico do mundo com uma única molécula!

Aparelho pode ser usado em nanotecnologia e medicina; criadores buscam reconhecimento da inovação no livro ‘Guinness’.
 
Molécula de sulfeto de butil metil (Foto: Nature Nanotechnology / BBC)
Pesquisadores americanos dizem ter criado o menor motor elétrico do mundo.
O motor, feito com uma única molécula com diâmetro de um bilionésimo de metro, é tema de um artigo no periódico Nature Nanotechnology.
Por suas dimensões minúsculas, o motor pode ser útil em nanotecnologia e medicina, onde pequenas quantidades de trabalho podem ser aproveitadas de maneira eficiente.
Motores feitos com uma única molécula já foram construídos antes, mas esse é o primeiro que pode ser movido individualmente por uma corrente elétrica.
“As pessoas já descobriram que podem fazer motores movidos a luz ou reações químicas, mas o problema disso é que você dirige bilhões deles ao mesmo tempo”, disse à BBC Charles Sykes, químico da Universidade Tufts, em Massachusetts, nos Estados Unidos.
“O que nos empolga em relação ao elétrico é que podemos estimular e observar o movimento de apenas um motor, e podemos ver como as coisas se comportam em tempo real”.

Uso em miniatura
O motor consiste de uma molécula de sulfeto de butil metil colocada sobre uma superfície de cobre. O único átomo de enxofre presente na molécula age como um eixo.
A ponta de um microscópio de efeito túnel, ou STM (do inglês Scanning Tunneling Microscope) – uma minúscula pirâmide cuja ponta tem diâmetro de apenas um ou dois átomos -, é usada para enviar uma corrente elétrica para dentro do motor.

saiba mais

Simultaneamente, o STM também produz imagens da molécula enquanto ela gira.
A molécula se move em ambas as direções, com uma velocidade de até 120 rotações por segundo. No entanto, quando se tira a média após algum tempo, observa-se uma rotação real em uma única direção.
Segundo Sykes, se a molécula for levemente alterada, pode ser usada para gerar radiação de micro-ondas ou incorporada aos chamados sistemas nanoeletromecânicos.
‘O próximo passo é colocar a coisa para trabalhar para que possamos medi-la – acoplando-a a outras moléculas, enfileirando-as, ao lado uma das outras, para que se transformem em rodas dentadas em miniatura.’
‘Depois, podemos observar a propagação da rotação em cadeia’, disse o pesquisador.
Segundo seus criadores, o motor elétrico de uma única molécula também pode ser útil em medicina. Ele pode ser usado, por exemplo, para levar quantidades controladas de medicamentos a locais específicos no organismo.
Nesse momento, a equipe de Sykes está em contato com o Livro Guinness dos Recordes para tentar registrar sua invenção como o menor motor do mundo.

Fique ligado… Próxima quinta, nesse mesmo horário, tem mais uma edição do “Tecno UHTV”!

Tecno UHTV!: Governo deve cortar impostos para massificar internet, diz Ipea!

Estudo aponta necessidade reduzir custo do serviço para a baixa renda.Documento sugere ainda uso de celular e televisão para ampliar os acessos.
 
Internet (Foto: Rede Globo)
Estudo divulgado nesta segunda-feira (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta que o governo federal precisa cortar impostos para ampliar o acesso à internet banda larga entre as famílias de baixa renda no país.
De acordo com o estudo, a desoneração feita pelo governo na produção de computadores não é suficiente para elevar o uso do equipamento como prevê o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), cuja meta é massificar o acesso à internet de alta velocidade no país até o final de 2014.
O estudo sugere ainda que o governo adote outras formas de acesso para perseguir a meta de conectar as famílias de baixa renda à internet, entre elas o uso do celular e até de televisores. Também aponta a necessidade de ampliação da rede de telecentros.

saiba mais

Ainda de acordo com o documento, o preço de R$ 29 a R$ 35 estabelecido para a assinatura do serviço dentro do PNBL, acordado entre o governo e operadoras de telefonia, ainda é muito alto para uma faixa das famílias de baixa renda.
Nesse sentido, o estudo afirma que é necessária a criação de modelos de negócio condizentes com a disponibilidade de renda dessas famílias. Entre as opções estão a oferta de planos pré-pagos e preços fracionados para acesso à internet, de modo a reduzir ainda mais o custo do serviço.

Tecno UHTV!: Google cancela Google Desktop e mais 9 produtos de seu portfólio!

Fast Flip, Web Security e Subscribed Links também deixam de operar.Empresa diz que vai ajudar usuários a migrar dados para outros serviços.
 
Google Desktop não será mais desenvolvido (Foto: Reprodução)
Com a justificativa de que vai direcionar seu foco para projetos mais importantes, o Google anunciou que vai deixar de oferecer dez produtos de seu portfólio. Entre as iniciativas que serão canceladas, estão o Google Desktop, sistema pelo qual o usuário pode fazer buscas dentro do seu próprio computador, o Web Security, aplicativo de segurança, e o Fast Flip, recurso de leitura para dispositivos móveis.

No blog oficial da companhia, vice-presidente sênior, Alan Eustace, informou que a empresa vai fechar uma série de produtos ao longo dos próximos meses. “Outros irão se fundir com projetos já existentes”, disse o executivo. Ele acrescentou que os usuários serão avisados sobre como fazer a transição de seus respectivos dados contidos nos serviços utilizados.
A relação de serviços que sofrerão mudanças inclui ainda os seguintes recursos: Aadwark, Google Maps API para flash, Google Pack, Image Labeler, Notebook, Sidewiki e Subscribed Links.

Tecno UHTV!: Netflix chega ao Brasil por R$ 15 ao mês!

Usuários poderão ter um mês de assinatura gratuita.Serviço permite assistir a filmes por streaming na web.
 
O diretor-geral do Netflix, Reed Hastings, lançou o serviço no Brasil nesta segunda (5) (Foto: Laura Brentano/G1)
O serviço de vídeos por streaming Netflix chegou ao Brasil nesta segunda-feira (5) por R$ 15 ao mês. Como promoção de lançamento, os usuários poderão ter um mês de assinatura gratuita.

O Netflix é um serviço de vídeo sob demanda pela internet que permite assistir a filmes e programas ilimitados em dispositivos como smartphones e TVs conectadas. O serviço já está em funcionamento no Brasil. Os interessados devem entrar no site e realizar um cadastro e selecionar a forma de pagamento. Nos EUA e Canadá, o Netflix tem mais de 25 milhões de assinantes.

O evento de lançamento em São Paulo teve a presença do fundador e diretor-geral da empresa, Reed Hastings. “Escolhemos o Brasil porque é um país com uma economia que cresce muito. Além da paixão que os brasileiros têm por vídeos. Quando testamos o serviço, não havia nenhum outro lugar como o Brasil, com tamanha paixão por vídeo”, disse Hastings.

Todos os filmes disponíveis no catálogo possuem a opção de dublado em português ou legenda – ou ambas opções. O Netflix no Brasil ainda não oferece filmes recém-lançados. Segundo Hastings, os títulos mais novos disponíveis no serviço foram lançados no cinema há 1 ano.

Página da web do Netflix no Brasil apresenta catálogo de filmes variado (Foto: Reprodução)
“Quando lançamos o Netflix nos EUA, não tínhamos tantas ofertas de conteúdo e fomos ficando cada vez melhores. Vamos fazer o mesmo no resto do mundo enquanto expandimos”, disse Hastings. Ele acrescentou que milhares de horas de conteúdo como novelas e filmes estão disponíveis aos consumidores brasileiros. “No primeiro momento, vamos ver o que os brasileiros mais consomem para começarmos a oferecer mais conteúdo nessas áreas”.
O Netflix também disponibiliza seriados de TV, como “Desperate Housewife”, (Foto: Reprodução)
O Netflix também disponibiliza seriados de TV, como “Desperate Housewife”, “Grey’s Anatomy” e “Mad Men”. As temporadas, no entanto, são todas passadas. “Não queremos concorrer com as TVs pagas, somos apenas um complemento”, disse Hastings. “Nos EUA, por exemplo, o número de assistentes das TVs pagas não diminui depois da chegada do Netflix”.

Segundo Pedro Freitas, gerente de produto da empresa, o usuário que quer ver a última temporada da série, deve recorrer às TVs por assinatura. “O Netflix vai servir para ver os episódios antigos”, disse.

Sobre o mercado de vídeos sob demanda, Hastings acredita que existe uma grande oportunidade de crescimento no Brasil. “No Canadá, alcançamos mais de 1 milhão de assinantes em um ano. Temos que esperar os brasileiros testarem para ver se gostam. Mas posso dizer que a maioria das pessoas que testou no mundo, gostou”, disse.

No lançamento desta segunda-feira (5), o Netflix anunciou contratos de licença no Brasil com estúdios como Paramount Pictures, Sony Pictures Television, NBC Universal International Television, ABC Television, CBS Television, MGM, BBC Worldwide e Disney.
O Netflix já está disponível para os consoles PlayStation 2 e 3, da Sony, e o Wii, da Nintendo. Em breve, a empresa lançará aplicativos para o Xbox, da Microsoft, e para TVs conectadas à internet da Samsung e LG. Entre outubro em novembro, smartphones equipados com as plataformas iOS, da Apple, Android e Windows Phone poderão baixar aplicativos do Netflix, segundo Freitas.