Arquivo da categoria: Viagens e Turismo

Viagens e Turismo – Última Edição!

São Paulo é a capital do estado de São Paulo, é também a mais populosa cidade do Brasil e sua população é de aprox. 11.016.703 hab. est. julho, 2006.

A cidade exerce grande influência no ponto de vista social, cultural, econômico ou político e é considerada um grande centro cultural e de entretenimento e a cidade mais rica da América do Sul.

A cidade enfrenta problemas comuns a outras metrópoles: um exemplo é o excesso de automóveis que circulam em suas avenidas (média de um veículo para cada dois habitantes), o que contribui para que São Paulo tenha a segunda maior frota de helicópteros do mundo, superada apenas por Tóquio. A variedade oferecida em seus restaurantes e lanchonetes é resultado, em parte, da contribuição de imigrantes de outros países.

A cidade apresenta fortes disparidades sócio-econômicas, típicas do Brasil: enquanto a parte da cidade mais próxima do centro é rica e desenvolvida, as áreas periféricas sofrem com falta de infra-estrutura, pobreza e habitações precárias.

Devido à sua extensa área urbana, a cidade possui um caráter bastante heterogêneo, variando de regiões altamente adensadas e verticais a bairros residenciais horizontais e de baixíssima densidade. Isto faz com que muitos habitantes da cidade praticamente desconheçam regiões do município além dos seus locais de residência ou de trabalho. A cidade também apresenta uma cultura bastante heterogênea, resultado da diversidade de extratos sociais (econômicos e culturais) nela presente.

É importante observar que apesar de suas grandes dimensões e conseqüente fluxo de capital, São Paulo sofre com a má distribuição de renda característica do país. Dessa forma, embora provavelmente o maior centro cultural da América do Sul, São Paulo ainda não pode comparar-se a cidades como Berlim (mais de 150 museus, população de 3,4 milhões de habitantes), Paris, Londres ou Lisboa no que se refere à qualidade de vida média de seus habitantes e de seu índice de desenvolvimento humano.

Além de ser o maior centro de produção e o maior mercado consumidor do país, São Paulo também é um grande entroncamento rodoviário, e faz a ligação Norte-Sul do Brasil. Partem dela diversas rodovias, como a Rodovia Presidente Dutra, para o Rio de Janeiro, Rodovia Ayrton Senna, para o Vale do Paraíba; Rodovia Fernão Dias, para Belo Horizonte; Rodovia dos Bandeirantes, para Limeira; Rodovia Anhangüera, para Uberaba (MG); Rodovia Castelo Branco, para Ourinhos; Rodovia Raposo Tavares, para a divisa do Mato Grosso do Sul; Rodovia Régis Bittencourt, para Curitiba; Rodovia dos Imigrantes e Rodovia Anchieta para a Baixada Santista. É servida pelos aeroportos Campo de Marte, Congonhas, Cumbica e Viracopos, sendo que estes dois últimos também são aeroportos internacionais e de carga. Os três principais rios que cruzam a Cidade de São Paulo são o Tietê, o Pinheiros e o Tamanduateí.


Ficamos por aqui.
Na próxima segunda, 11 da manhã, tem a estreia do “Leitura em Ação”.
Fique ligado!

Anúncios

Viagens e Turismo – Penúltima edição: O Rio Grande do Sul!

O Rio Grande do Sul é um estado com vastas opções de turismo. O estado recebe anualmente cerca de 2,0 milhões de turistas de fora do país.
Hotel
As praias do litoral norte nas cidade de Capão da Canoa, Tramandaí e Torres são as mais conhecidas no estado, esta última apresentando falésias. São três pedras que ficam na beira do mar, sendo que uma delas avança mar a dentro em uma altura de 30 metros.
As serras atraem milhares de turistas todos os anos, no inverno e verão. Na conhecida como “Pequena Itália”, em que se localizam as cidades de Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Garibaldi, pode-se encontrar as melhores vinícolas do Brasil.
Foto de Rio Grande do Sul, Brasil
Ainda a oeste, se encontram as Missões Jesuíticas, nas cidade de São Miguel das Missões e arredores.
Amanhã tem a última edição dessa temporada do “Viagens e Turismo”.
Não deixe de ler!

Viagens e Turismo: Conheça mais sobre a Paraíba!

A Paraíba possui 3,6 milhões de habitantes distribuídos em 223 municípios. A capital é João Pessoa, com cerca de 700 mil habitantes, uma cidade histórica, fundada em 1585.

Praia João Pessoa
O litoral da Paraíba está entre os mais belos do Brasil, muitas praias tranqüilas, areia fina e coqueirais. O interior do estado faz parte do polígono das secas, sertão nordestino onde predomina a caatinga.
Praia Paraíba
A praia de Ponta do Seixas, em João Pessoa, é o ponto extremo leste do continente sul-americano, onde o Sol nasce primeiro.

Amanhã, mais um passeio para você!

Viagens e Turismo: Conheça mais sobre o Acre!

Rico em biodiversidade, o Acre é a terra de Chico Mendes e dos povos da floresta, que há gerações extraem dos seringais e castanhas dos vales do rio Juruá e do Rio Acre o sustento para suas famílias. É essa diversidade cultural e natural, harmonicamente enlaçadas, que se oferece aos visitantes.
Localizado no sudoeste da Amazônia brasileira, o Acre tem na densa floresta tropical que recobre a maior parte de seu território o principal atrativo para o ecoturismo. O apelo das florestas acreanas, no entanto, não se resume à sua rica biodiversidade, entre as mais altas do planeta. Além da riqueza de espécies, a floresta acolhe populações que há séculos vivem de seus recursos, como é o caso dos seringueiros e de outros habitantes. A importância da floresta para essas populações ensejou lutas como a do líder seringueiro Chico Mendes, morto em 1988 na cidade de Xapuri, que entrou para a história por defender os direitos dos chamados povos da floresta.
O Acre definiu dois pólos ecoturísticos: o Vale do Acre, na parte meridional do estado, e o Vale do Juruá, ao norte. O pólo Vale do Acre abrange a capital Rio Branco e os municípios de Porto Acre, Plácido de Castro, Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia, Bujari e Xapuri. Região mais povoada do estado, o Vale do Acre detém vários atrativos para os visitantes, com destaque para os seringais nativos próximos de Xapuri, como a Reserva Extrativista Chico Mendes e os seringais Pimenteira e Cachoeira, onde o ritmo da vida na floresta e o cotidiano dos seringueiros podem ser vivenciados pelos visitantes.
Cidade histórica, distante 188 km da capital, Xapuri foi o primeiro povoado acreano e palco da revolução que resultou na incorporação deste pedaço de floresta ao Brasil, no início do século 20. Por ter sediado eventos importantes relacionados à luta de Chico Mendes, a cidade tem sítios históricos muito visitados, como a casa onde o líder seringueiro foi morto, em 1988. O Vale do Acre tem ainda atrativos como o Casarão onde morou Plácido de Castro, herói da Revolução Acreana, no Seringal Bom Destino, município de Porto Acre, e o projeto de preservação do tracajá, no município de Plácido de Castro.
O Pólo Ecoturístico Vale do Juruá abrange os municípios de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo e é apontado por especialista como uma das regiões com maior biodiversidade da Amazônia. Seus maiores atrativos são o Parque Nacional da Serra do Divisor, localizado na fronteira com o Peru, e as terras habitadas pelos índios Ashaninka. A diversidade de manifestações culturais, como o rico artesanato indígena e as festas regionais, incluindo o Santo Daime, completam os atrativos ecoturísticos do Acre.

Viagens e Turismo: Que tal um tour por Alagoas?

Procura por destino Alagoas cresce quase 70% em 2009
Com voo charter Londrina-Maceió, a expectativa é que venda de pacotes aumentem ainda mais; só na alta temporada, 3,5 mil norte-paranaenses devem visitar Alagoas

Os paranaenses da região Norte e do Interior estão viajando mais a Alagoas para fins de turismo. Nos nove primeiros meses de 2009, a venda de pacotes turísticos para aquele Estado já é 68% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Segundo levantamento da agência CVC, até setembro deste ano, 4575 norte-paranaenses embarcaram com destino a Alagoas, ante 2727 passageiros que embarcaram nos nove primeiros meses de 2008.

As perspectivas são de fluxo ainda maior a partir do início da alta temporada. De dezembro ao final do carnaval, haverá voos charters (diretos e voltados ao turismo) partindo de Londrina com destino a Maceió. Os embarques serão semanais, às sextas-feiras, com capacidade para 180 passageiros. A estimativa é de que 2,2 mil turistas no Norte e Interior do Paraná viajem a alagoas por meio do voo charter. Mas se outras modalidades – como voos regulares – forem contabilizadas, esse número deve ultrapassar 3,5 mil pessoas.

“O Norte e o Interior do Paraná são regiões importantes. Nossa intenção com o lançamento do voo charter é facilitar o acesso dos turistas paranaenses a Alagoas”, explicou o superintendente de Marketing da Secretaria de Turismo de Alagoas (Setur), Paulo Kugelmas.

Viagens e Turismo no Rio de Janeiro!

       Está no Ar o “Viagens e Turismo” pelo UHTV.
Bastaram alguns dias de Rio de Janeiro, depois de longa ausência, para retornar à inevitável constatação: o Rio é tudo e muito mais.
Redundante ficar aqui tecendo loas às praias, ao mar, ao ar puro, ao céu azul, ao magnífico espelho da Lagoa Rodrigo de Freitas, ao Cristo lá em cima tomando conta de tudo, ao Pão de Açúcar, imponente e sempre presente, como que para dizer, sim, é aqui mesmo que mora a beleza do Brasil.
Gostaria mesmo é de dizer o quanto é bom passar um feriadão prolongado no Rio. Sabe por quê? É que, por incrível que possa parecer, uma grande parte dos cariocas se mandam da cidade e deixam toda aquela maravilha para quem chega disposto a desfrutar um dos maiores caprichos do Criador em todo o planeta.
Se você vai ao Rio no próximo feriado, ou se lá estará ao menos por um fim de semana, não fique atônito diante de tanta beleza. Programe-se apenas e siga essas dez dicas:
1. Andar na avenida que beira toda a orla no domingo ou no feriado. Do Leblon ao fim de Copacabana, no Leme, é um grande, harmonioso, delicioso ir-e-vir de gente de todo o tipo, que aproveita a ausência de trânsito (os carros são proibidos de circular na beira mar nesses dias), num “footing” que se tornou um dos espaços mais democráticos que já pude ver e desfrutar na vida.
2. Vá à praia, qualquer delas, preferencialmente Ipanema/Leblon, de onde se avista a imponência quase excitante do morro Dois Irmãos (informe-se sobre as condições da água antes de entrar no mar; se estiver vetada para o banho, não faz mal: tome sol e depois se molhe num dos diversos postos de salvamento existentes ao longo da orla).
3. No sábado, domingo ou feriado, arrume um carro, contrate um táxi (negocie bastante) ou implore a um amigo e vá às Paineiras. Trata-se de uma estradinha linda que contorna a encosta do conjunto Corcovado/Sumaré, de onde se avista toda a zona sul da cidade, inclusive e principalmente a Lagoa e o Jardim Botânico, enquanto você passeia a pé sob a sombra de árvores típicas da mata atlântica (replantada, diga-se). Com sorte, você verá um macaco-prego ou um mico com seu filhote; borboletas e passarinhos há de sobra. O carro fica estacionado próximo à subida do Cristo Redentor enquanto você se deleita e exercita as coronárias. Ah, vá com roupa de banho por baixo das bermudas, porque há pelo menos três bicas ótimas para o banho.
4. Se você for ao Jardim Botânico e só passear pela alameda das palmeiras imperias e visitar o viveiro de bromélias já terá garantido o bem-estar para a semana seguinte inteira. Mas não fique apenas nisso: ande, fuce, investigue todas as maravilhas de um dos jardins botânicos mais bonitos do mundo, criação de D. João 6º, que só ficou cada vez mais deslumbrante do Império para cá.
5. Vá passear na pista que contorna a Lagoa Rodrigo de Freitas. A volta toda tem 7 km, mas não precisa tanto. Dê uma banda, preferencialmente do lado de Ipanema, que é de onde se tem a melhor vista da Floresta da Tijuca (onde estão Paineiras, o Cristo, o Jardim Botânico etc.).
6. Se estiver disposto a encarar filas e aglomerações, dê um pulo ao Pão de Açúcar e ao Cristo Redentor. Quando você chega lá em cima acha que valeu a pena o esforço: são dois dos visuais mais excitantes que se pode ter de uma metrópole, pelo menos para quem não acha que só existem Paris e Nova York no mundo.
7. Num dos cantos da praça de onde sai o bondinho do Pão de Açúcar, na Praia Vermelha (Urca), existe uma escola. Ao lado dessa escola começa a pista Cláudio Coutinho. Era onde o pessoal do Exército corria antigamente e que é aberta ao público. Ela fica nada menos que na encosta do Pão de Açúcar, entre a rocha gigantesca e o mar. É deslumbrante e única.
8. O Rio tem a melhor moda praia do país. Ela pode ser encontrada no shopping mais chique da cidade (São Conrado Fashion Mall, em São Conrado) ou nas muitas lojas das muitas galerias que existem em Ipanema e no Leblon. Ande pela rua Visconde de Pirajá na altura do nº 500 e entre nas galerias que encontrar, suba às sobrelojas e surpreenda-se, não apenas com biquínis e maiôs: há muita coisa, inclusive arte e artigos para casa, que não se vê facilmente em outras cidades. No Leblon, não deixe de ir ao Rio Design Center, que fica no piso térreo de um imenso apart-hotel redondo e de vidros pretos, onde, durante anos, residiu João Gilberto. As lojas de móveis e objetos -nacionais e importados- são muito boas e há uma feira de antiguidades nos corredores aos domingos.
9. Arrume um amigo carioca e peça para ele levá-lo à Lapa. Lá você encontra desde as “raves” da Fundição Progresso (música tecno para a noite toda) até os sambas do Carioca da Gema, passando por uma infinidade de botecos e ritmos. Num cenário que lembra ora o Brasil colonial, ora a era de Getúlio Vargas, ora a antiga e famosa malandragem carioca. Mas como a malandragem moderna também está presente, nunca vá desacompanhado.
10. Esse pequeno rol de dicas não traz nenhum endereço justamente para você exercitar uma das coisas que os cariocas mais gostam de fazer: conversar. Portanto, quando você quiser ir a algum dos lugares relacionados acima, pergunte. No hotel, na rua, na praia, no quiosque de coco fresco, no botequim da esquina, para o transeunte, o balconista da loja. Em geral, o pessoal adora dar informações, às vezes detalhadas até demais. Não confie inteiramente nos taxistas, como em qualquer lugar do mundo, mas tenha certeza de que, se há um lugar em que a velha cordialidade brasileira ainda sobrevive um pouco, esse lugar é o Rio de Janeiro.

Viagens e Turismo em Aracaju

Viagens e Turismo em Marilía

Amanhã, 11 da manhã, tem mais!

Viagens e Turismo: Veja em Vídeo Goiás

Viagens e Turismo: Venha para a Bahia!

A Bahia é considerada o berço do descobrimento. Bela e hospitaleira, o estado conquista a todos; brasileiros, argentinos, norte-americanos, europeus e orientais. Passear por suas ruas é descobrir aos poucos a história do país, e redescobrir a simplicidade, alegria e suavidade de um povo que encanta e cativa. Seja experimentando seus sabores, seja dançando suas músicas, é impossível não gostar cada vez mais do lugar.
E com o crescimento de visitantes, cresceu também a estrutura do estado. Hoje, a Bahia possui a infra-estrutura moderna de países de primeiro mundo para receber e abrigar com conforto e comodidade todos os turistas que a procuram. São hotéis, restaurantes, bares, postos policiais, agencias de viagem, aeroportos e tudo o que é preciso para garantir uma viagem segura e agradável
Até amanhã!